Células de mulher morta salvam vidas

Boletim Claro que é do Bem

Células de mulher morta salvam vidas

Publicado em: 20/03/2017

Um caso misterioso vem ajudando cientistas a criarem remédios e vacinas há mais de 60 anos. São células retiradas de uma norte-americana que morreu de câncer em 1951. Até hoje elas estão vivas, se multiplicando e sendo usadas em pesquisas. Pouco antes de morrer, um médico retirou um pedaço de tecido da paciente para uma biópsia e guardou pra ele. Desde então, as células vêm se multiplicando e são vendidas pra laboratórios. Há bilhões delas no mundo inteiro. O uso mais importante foi pra produzir a vacina contra a Pólio, que já salvou milhões de vidas.

 

Fonte: sonoticiaboa

Comentários