Entretenimento

  1. Entretenimento
  2. Entretenimento
  3. O Peso do Talento
Imagem: Divulgação

O Peso do Talento


Entretenimento

Rodrigo James

Publicitário, especialista em marketing digital e produção audiovisual. Crítico de música e cinema e DJ. Colunista do RadioCast e da Rádio CDLFM.


Diretor: Tom Gormican

Elenco: Nicolas CagePedro Pascal, Tiffany Haddish


Hollywood às vezes não se leva a sério. E não tem que se levar mesmo. O cinema existe para nos fazer pensar, mas também para que sentemos em frente à tela e passemos algumas horas relaxando, rindo, de uma maneira descompromissada como só esta arte consegue nos deixar.

Por isso mesmo eu presto um pouco mais de atenção quando uma obra é descompromissada a ponto de não se levar a sério. Some-se a isso um ator que também resolveu ir pelo mesmo caminho e temos a receita infalível de “O Peso do Talento”, filme que estreou nos cinemas de todo o Brasil nesta quinta-feira e que traz Nicolas Cage no papel de…..Nicolas Cage.

Não, você não leu errado. A trama do filme traz o ator criativamente insatisfeito e enfrentando uma ruína financeira, quando aceita uma oferta de 1 milhão de dólares para marcar presença na festa de aniversário de um fã, muito fanático e perigoso (Pedro Pascal). As coisas tomam um rumo inesperado quando Cage é recrutado por uma agente da CIA (Tiffany Haddish) e forçado a viver de acordo com a sua própria lenda, canalizando os seus personagens mais icônicos e amados do cinema para salvar-se a si mesmo e aos que ama. Com uma carreira construída para este momento, o premiado ator deve assumir o papel de uma vida: o de Nicolas Cage.

A segunda parte do filme, quando ele se transforma em um thriller propriamente dito, acaba caindo no clichezão “filme de ação”. É a primeira parte, quando somos apresentados ao conceito do ator interpretando a si próprio que realmente importa e diverte. Um ator que alterna papéis reconhecidos pela crítica com outros em que parece um pastiche de si mesmo, Cage escancara isso aqui, fazendo com que a gente se divirta tanto quanto ele relembrando personagens, passagens de seus filmes e até mesmo memorabilia que, ao mesmo tempo em que prestam uma homenagem, nos fazem pensar no início deste texto: tem hora que não dá mesmo pra levar Hollywood a sério.

Comédia misturada com thriller, “O Peso do Talento” não é um filme para ser discutido em rodas de críticos de cinema. É construído com um único intuito: exaltar a vida e obra de um dos maiores astros do cinema, ao mesmo tempo em que nós (e ele) rimos de tudo isso.

* Esta coluna tem caráter opinativo e não reflete o posicionamento do grupo.
Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais