Entretenimento

  1. Entretenimento
  2. Entretenimento
  3. Top 5 músicas que viraram filmes
Imagem: Foto de Donald Tong no Pexels

Top 5 músicas que viraram filmes

Confira a seleção de filmes que se inspiraram em canções famosas


Por Alê Silva | Equipe RádioCast

O MENINO DA PORTEIRA - Luizinho e Limeira

Um dos maiores clássicos da música sertaneja abre esse Top 5. Composta em 1955 e gravada originalmente pela dupla Luizinho e Limeira, “O Menino da Porteira” tem diversas regravações e até hoje é cultuada no cenário musical brasileiro.

19 anos depois, a música que já tinha versões deTonico e Tinoco, Sergio Reis e Tião Carreiro e Pardinho virou filme, obra do diretor Jeremias Moreira Filho e contava a história do peão Diogo, que, ao pretexto de conduzir uma grande boiada até a famosa Fazenda Ouro Fino que marca o verso inicial da música, testemunha diversas injustiças ocorridas na região, dominada pelo Major Batista.

Em 2009 o filme ganhou uma releitura, com o cantor Daniel no papel principal. Embalado no sucesso de “2 Filhos de Francisco” o filme não teve a mesmo sucesso do original da década de 70, mas colocou de novo a música em evidência no cenário do sertanejo nacional.

VELUDO AZUL - Toni Bennett

Em 1950, Bernie Wayne e Lee Morris compuseram uma música sobre o tecido vívido azul e os olhos ternos de uma mulher amada, que foi imortalizada pelo carismático cantor de jazz Toni Bennett.

Trinta e seis anos depois, em 1986 o diretor David Lynch criou um filme mostrando que atrás de toda a cor alegre do mundo, existe a frieza e o egoísmo do ser humano. A letra da canção "Blue Velvet" ou “Veludo Azul” em tradução livre forneceu a Lynch o terreno para dar sua profundidade sufocante, vertiginosa e chocante. 

Com atuações marcantes de Dennis Hopper e Jeff Beaumont, Veludo Azul é um suspense que consegue prender a nossa atenção, do começo ao fim, dispondo de seus tradicionais elementos sensoriais, e nos obriga a sair da zona de conforto ao criticar o american way of life de uma forma brutal.

A canção de Tony Bennett foi regravada na voz de Bobby Vinton para a trilha sonora do filme.

PRETTY WOMAN – Roy Orbison

A música de Roy Orbison foi lançada em 1964 e já fez sucesso naquela época, mas foi em 1990 que ela foi imortalizada através do romance vivido entre Julia Roberts e Richard Gere que hoje é considerado um dos clássicos da história de Hollywood.

Dirigido por Garry Marshall, a história conta uma improvável relação entre Vivian, uma prostituta de Hollywood e Edward, um rico e solitário empresário. A atuação rendeu a Julia Roberts um Globo de Ouro e também a indicação ao Oscar de Melhor Atriz daquele ano.

Desde então a música lançada 26 anos não conseguiu mais ser lembrada fora do filme.

BAD ROMANCE – Lady Gaga

Acredite se quiser, mas uma das canções mais famosas de Lady Gaga virou filme. Mas provavelmente você nunca o assistiu, afinal trata-se de um filme chinês!

A produção foi dirigida por François Chang e teve pouquíssima distribuição no Ocidente, sendo difícil de encontrar até mesmo nos torrents da vida. O filme conta a historia de sete jovens, homens e mulheres, e suas vidas amorosas; heterossexual, homossexual e bissexual, todos vivendo na cidade de Pequim.

Uma mãe solteira que conhece um estudante, um garoto da cidade que conhece o cara de seus sonhos e uma menina que cai em um jogo de amor entre um homem e sua colega de classe da aula de francês.

O fato é que Bad Romance segue fiel a letra de Gaga. A trama envolve ciúmes, amizades e relacionamentos de uma maneira divertida e viciante.

FAROESTE CABOCLO E EDUARDO E MÔNICA – Legião Urbana

Uma das maiores músicas (em tamanho mesmo) da Legião Urbana, com mais de 8 minutos de duração foi transformada em filme em 2013, quando o diretor René Sampaio contou no cinema a história do anti-herói João de Santo Cristo. Lançada no álbum “Que País é Este?” de 1987, Faroeste Caboclo é uma das mais famosas canções da Legião.

O personagem principal é interpretado por Fabrício Boliveira e a produção ainda teve Ísis Valverde no papel de Maria Lúcia, o amor do protagonista relatado nos versos de Renato Russo. O filme faturou 15,5 milhões em bilheteria e levou 1 milhão e 400 mil pessoas aos cinemas no ano, sendo um dos maiores sucessos de 2013.

E agora em 2020 o mesmo diretor René Sampaio adaptou outra obra da Legião para os cinemas. Eduardo e Mônica, lançada no álbum Dois em 1986 tem Alice Braga e Gabriel Leone nos papeis do casal principal.

A comédia romântica está em cartaz e já arrecadou cerca de R$ 1,7 milhão ficando na quarta posição dos filmes mais vistos na semana passada, perdendo somente para Homem Aranha, Pânico e Sing 2.

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais