Gastronomia

  1. Entretenimento
  2. Gastronomia
  3. Copo gelado para servir cerveja ou chope, é uma boa?
Imagem: Foto: Reprodução/Shutterstock

Copo gelado para servir cerveja ou chope, é uma boa?

Um assunto que divide opiniões: vale a pena gelar previamente taças e copos para servir cerveja?


Entretenimento

Heberth Nunes

Cozinheiro, cervejeiro caseiro e profissional, sommelier de cervejas e especialista em estilos e harmonizações


Volta e meia sempre me mandam mensagens nas redes sociais perguntando minha opinião sobre isso. É fato também que essa técnica, que já foi muito utilizada no início dos anos 2000 e era sinônimo de um bom serviço, está reaparecendo nos bares e restaurantes mineiros. Como as opiniões são divergentes e não existem regras legais sobre essa prática, vamos observar alguns pontos que podem passar despercebidos pelo público.

A espuma da cerveja tem algumas funções importantes na hora de consumir a bebida, ela é a camada que protege a superfície do líquido do contato com o ar e isola a troca de calor do conteúdo do copo, ou seja, a espuma não deixa a cerveja oxidar e ajuda a manter a bebida fria. Mas você deve estar aí perguntando, o que a espuma tem a ver com o recipiente gelado?

Na hora de servir a cerveja o contato com a superfície muito gelada do copo inibe a formação da espuma e a bebida perde a camada protetora, o colarinho. Para quem prefere a bebida com pouca espuma isso pode até ser uma vantagem, mas, em geral, cerveja com pouco colarinho não é uma boa pois oxida rapidamente. Além disso, a diminuição da espuma causada pelo contato com a superfície muito gelada do copo, pode trazer efeito inverso, cerveja sem espuma esquenta mais rápido.

A falta do creme também tem grande influência na percepção do sabor, é na espuma que está grande quantidade do aroma da bebida que chega diretamente no olfato de quem está bebendo. Portanto são três aspectos prejudicados somente pela falta de espuma, e isso faz ainda mais diferença quando falamos de cervejas artesanais que têm mais sabores e aromas a serem explorados. Pensando bem, espuma de cerveja merece uma coluna dedicada, faremos isso!

Claro que no primeiro gole a cerveja estará mesmo muito gelada e, dependendo do estilo que você estiver bebendo, pode não ser uma vantagem tão grande, gelar muito a língua irá adormecer suas papilas gustativas e você não sentirá o gosto do que estiver bebendo. Imagina só, o mestre cervejeiro e a cervejaria tiveram todo um trabalho para produzir uma cerveja da qualidade, com muito aroma e sabor, e tudo isso se perde na hora do serviço?

Um outro aspecto, que para talvez seja o mais preocupante, é quando fica certa quantidade de água remanescente no copo, essa água vira gelo e por consequência a sua cerveja fica cheia de gelo. Quase ninguém gosta de cerveja com gelo e aguada, não é mesmo? Claro que não são todos lugares que isso acontece, isso é mais uma falta de cuidado que pode ser facilmente evitada. Para os consumidores, sinceramente, não vejo mal algum pedir para trocar um copo que vem congelado e com resíduos de gelo dentro.

Sobre questões de higiene e limpeza duas dicas para bares e restaurantes:

Primeira, não gelem seus copos no mesmo freezer que você gela as latas e garrafas, elas vêm com algumas sujeiras das distribuidoras e fábricas e isso pode contaminar as taças. Segunda dica, tenha uma bucha exclusiva para lavar copos, buchas compartilhadas com a limpeza de outros talheres ficam com resíduos de gordura que também prejudicam a formação de espuma e o sabor das bebidas, se o estabelecimento tiver uma pia separada para lavá-los melhor ainda.

Então, vale a pena gelar os copos para servir cerveja?

 

Dica de novidade em Contagem

Já imaginou jantar dentro de um vagão de trem?! No Província Bistrô você pode ter essa experiência inusitada.

Recém inaugurado na nossa vizinha Contagem esse estabelecimento tem chamado a atenção com sua decoração que parece mesmo uma estação de trem, com vagão de passageiros e tudo mais. São dois ambientes, um deck na entrada que parece a plataforma de embarque, que tem até um recepcionista vestido de bilheteiro, e ao lado um vagão com mesas e cadeiras que criam um ambiente bem aconchegante.

A ideia de um bar com o tema estação férrea já era antiga para o proprietário da casa, Eliezer, e ganhou força quando ele conseguiu adquirir, ano passado, o truck do vagão, aquela parte onde vão as rodas e fica por baixo. Depois de colocar as rodas e a base no lugar escolhido ele mesmo construiu o chassi, paredes, teto e demais estruturas do trem. Deve ter dado muito trabalho!

É claro que não vamos ficar falando aqui só da decoração. Para beber existem opções de vinhos, drinks incríveis e vários estilos de cervejas artesanais. No menu muitas opções porções, petiscos e pratos principais. Para entrada dois destaques, Pastel de Angu de carne seca e requeijão, e Bruscheta de Tomate Assado.

A porção Linguiça e Provoleta é sensacional, vem linguiça suína com provolone e abacaxi grelhados, acompanhados de uma geleia de pimenta e rapadura que é criação do Chef Vinicius Paz, que comanda a cozinha com muito talento.

Outra opção incrível é o Chorizo Terra de Minas, prato autoral do Chef que tem um suculento corte de chorizo servido sobre uma cama de Queijo Canastra derretido, finalizado com couve crispy e alho assado. Dica importante: o Chorizo Terra de Minas harmoniza muito bem com o chope Pale Ale, os sabores do malte caramelizado da cerveja complementaram o sabor da carne grelhada e os lúpulos da bebida fizeram um ótimo contraste com o queijo derretido.

Vale muito a visita e se você quiser sentar dentro do vagão recomendo reservar.


Província Bistrô:

Rua Joaquim Rocha, 102 - Centro, Contagem.

Terça a quinta – 18:00 à 00:00h

Sexta – 18:00 à 01:00h

Sábado – 12:00 à 01:00h

Domingo – 12:00 às 18:00hs



* Esta coluna tem caráter opinativo e não reflete o posicionamento do grupo.
Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais