Carregando...

Gastronomia

Imagem: Nenel Neto / Arquivo Pessoal

Das mercearias ao pastel de angu: Itabirito merece uma visita!

Vem comigo que eu te explico por que a cidade é muito mais que um ponto de passagem entre Belo Horizonte e Ouro Preto

Entretenimento

Nenel Neto

Entusiasta dos botecos, apresentador do Buteco 98 e jornalista do perfil Baixa Gastronomia no Instagram


Itabirito fica, mais ou menos, no meio do caminho entre Belo Horizonte e Ouro Preto. E isso faz com que muitas pessoas vejam esta simpática cidade apenas como um lugar de passagem. E isso é um erro, acredite.

O primeiro ponto imperdível de Itabirito é a incrível Mercearia Paraopeba (Rua João Pessoa, 110 – Centro), que, há mais de 100 anos, vende de tudo. De jatobá a pinico, passando por feijão a granel, queijo, goiabada, fubá e até pneu.

Um lugar imperdível.

Colado na mercearia, dividindo a parede, está o Bar do Maurinho. Um botequim daqueles de respeito, pra gente grande. Ele não tem perfil nas redes sociais. Também não há mesas ou cadeiras. Drinques elaborados? Nem pensar. Mas, atrás do balcão, tem rapé, aparelho de barbear, pilha, remédio pra dor de cabeça e espelhinhos à venda. E muita, muita dignidade.

Sobre o rango do bar do Maurinho, só posso fazer elogios. Dobradinha, sarapatel e pé de porco saem da cozinha. E ainda há uma estufa cheia de gostosuras.

Agora, a grande experiência gastronômica de Itabirito você terá ao visitar as mantenedoras do pastel de angu.

Elas são mulheres incríveis, responsáveis pela preservação do modo de fazer e da receita tradicional da iguaria, preparada com fubá de moinho d’água.

O pastel de cada mantenedora tem sua característica, sua história, seu próprio sabor.

Elas são mais de 20, e é possível visitá-las desde que elas sejam avisadas previamente.

No site da Prefeitura de Itabirito há os contatos de cada uma delas. Mas é importante tomar os devidos cuidados em relação à pandemia, já que a maioria delas tem idade avançada.

É preciso olhar para o futuro sem nos desgarrarmos de nossas boas tradições, e o pastel de angu resiste graças a essas guerreiras da cozinha.

Itabirito é massa e merece o nosso carinho. Viva o pastel de angu!

* Esta coluna tem caráter opinativo e não reflete o posicionamento do grupo.
Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais