Turismo

  1. Entretenimento
  2. Turismo
  3. O turismo religioso na Estrada Real
Imagem: Pixabay

O turismo religioso na Estrada Real


Entretenimento

Daniel Magalhães Junqueira

Coluna de Turismo assinada por Daniel Magalhães Junqueira - Presidente do Instituto Estrada Real


Todas as crenças levam à Estrada Real. Cristãos, místicos, esotéricos e espiritualistas de todos os matizes encontram nas suas trilhas tortuosas uma verdadeira geografia da fé, repleta de simbologia e manifestações. Ouvindo o badalar dos sinos ou o vozerio das rezas e dos mantras, admirando o esplendor do barroco ou a simplicidade dos amuletos, sentindo o aroma dos incensos ou das velas, nas festas, nos rituais, nas romarias ou nas procissões, a alma peregrina encontra sempre, em todos os caminhos, um motivo a mais para exercitar a sua fé.

A religiosidade Tradicional

O clima de religiosidade parece emanar de um tempo longínquo, no ambiente de algumas cidades que se beneficiam do esplendor barroco. Em Ouro preto, a cada subida de ladeira, em cada curva, avista-se uma igreja ou pelo menos parte dela. São Francisco, São José, São Sebastião, São João Batista, Nossa Senhora do Carmo são alguns dos santos homenageados.

Em São João del Rei, cidade onde os sinos falam, os toques dos sinos das igrejas comunicam aos moradores nascimentos, acontecimentos e mortes em uma linguagem há muito conhecida por eles. São soados três vezes ao dia, às 12h, às 15h e às 18h. A ação é realizada em 42 paróquias da cidade.

Em Congonhas o encontro com a obra inigualável de Aleijadinho, expostos no adro da Basílica do Senhor Bom Jesus do Matosinhos, os 12 profetas esculpidos em pedra-sabão. Além de 66 figuras de seis dos 12 Passos da Paixão de Cristo, talhadas em cedro por Aleijadinho e sua equipe e pintadas por Manoel da Costa Ataíde e Francisco Xavier Carneiro.

Roteiro Esotérico

Ao longo da Estrada Real, há mundos subterrâneos que interligam sete municípios do sul de Minas. Pelo menos é isso que acreditam os seguidores da Eubiose - uma sociedade com preceitos místicos que propõe reconstruir o pensamento humano, a moral e os costumes necessários a uma futura nova civilização. São Lourenço, onde fica o Templo da Eubiose, foi escolhida como sede da instituição, por ser considerada um forte ponto de convergência das energias telúricas e cósmicas.

Outro destino cercado por uma aura de mistério é São Tomé das Letras, a quase 1.500 metros de altitude e grande produtora de toneladas de quartzito, acredita-se que ela seja um dos sete pontos energéticos do planeta e interligados misticamente. De aspecto simples, tem uma população acolhedora, acostumada ao interesse peculiar de seus visitantes.

Perdão a todos os pecados

Um passeio de purificação. Esta é uma boa definição para um roteiro que liga Caxambu a Baependi. Caxambu, cidade famosa por suas fontes de água mineral com propriedades terapêuticas e Baependi, casa de Nhá-Chica, uma religiosa, filha de escravos, que viveu na cidade no século XIX e era devotada na ajuda aos pobres e doentes.

Já em Serranos, durante os dias 6 e 8 de setembro de cada ano, a Paróquia local concede a Indulgência Plenária - remissão total ou parcial dos pecados - a todos os fiéis que participarem da missa nestas datas.

Caminho Religioso da Estrada Real – CRER

De Santuário a Santuário. Esse é o percurso do Caminho Religioso da Estrada Real, o CRER, que leva o turista do Santuário Nossa Senhora da Piedade, em Caeté/MG, até o Santuário Nacional de Aparecida, em Aparecida/SP.

No percurso, além da fé em Nossa Senhora, são encontrados destinos de peregrinação de outros ícones católicos, como a Beata Nhá Chica, em Baependi, e São Frei Galvão, em Guaratinguetá.

A Estrada Real oferece boa gastronomia, arte, história e, claro, espiritualidade! Estrada Real: Uma estrada, seu destino!


* Esta coluna tem caráter opinativo e não reflete o posicionamento do grupo.
Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais