América

  1. Esporte
  2. América
  3. Independiente Del Valle derrota o América na estreia da fase de grupos da Libertadores
Imagem: Conmebol / Divulgação

Independiente Del Valle derrota o América na estreia da fase de grupos da Libertadores

Na segunda rodada, o Coelho enfrentará o Atlético no Mineirão.


Por Guilherme Souza

A estreia do América na fase de grupos não foi com o pé direito! Em partida válida pelo Grupo D da Copa Libertadores da América, o Coelho acabou sendo derrotado pelo Independiente Del Valle, do Equador, por 2x0, no Independência. Junior Sornoza e Billy Arce anotaram os gols da partida.

A alviverde dá uma pausa na Libertadores e estreia neste fim de semana na Série A. O América visita o Avaí no domingo, às 19h, na Ressacada. Pela competição sul-americana, o Coelho encara o Atlético na próxima quarta-feira, às 21h, no Mineirão.

DEL VALLE APROVEITA CONTRA-ATAQUE E RESOLVE O JOGO NO INÍCIO

O América começou a partida se lançando ao ataque. Nos primeiros dez minutos, o Coelho esteve perto de abrir o marcador. Aos três, Marlon finalizou de canhota e mandou perto do gol.

A grande chance veio aos oito, quando Paulinho Bóia entrou na área pelo lado esquerdo, deixou Schunke sentado no chão e rolou para Juninho. O capitão finalizou, mas o goleiro Ramírez fez uma defesa importantíssima.

A máxima do futebol castigou o América três minutos depois. Na primeira chegada contundente dos visitantes, Sornoza recebeu um belíssimo lançamento, dominou de frente com Jailson e tocou na saída do goleiro americano, abrindo o marcador. 

Depois do gol do adversário, o América ficou ansioso na partida e quase levou o segundo. Perlaza ganhou de Marlon, entrou na área, mas errou o passe. A bola sobrou limpa para Ayoví, que mandou por cima, desperdiçando uma chance inacreditável.

Depois da metade do primeiro tempo, o América botou a bola no chão e acalmou o jogo. Em razão das boas atuações de Everaldo, Pedrinho e Paulinho Bóia, o Coelho assustou o Independiente Del Valle na reta final. Aos trinta e dois, Everaldo ganhou na velocidade pela direita, tocou para Alê, que bateu por cima. Aos quarenta e quatro, Pedrinho buscou o ângulo e quase fez uma pintura.

Antes do apito final na primeira etapa, a equipe equatoriana respondeu aos ataques americanos. Ayoví recebeu lançamento, limpou Conti e bateu cruzado, dando um susto gigantesco na meta alviverde.

AMÉRICA LUTA, MAS DEL VALLE MATA O JOGO NO FIM


Veio o segundo tempo e o América buscou o gol de empate a todo momento. A equipe comandada por Marquinhos Santos apostava em jogadas de velocidade pelos lados.

Aos onze, Patric levou para a perna esquerda e bateu de longe para a defesa de Ramírez.

Aos dezesseis, o goleirão adversário saiu jogando errado e deu nos pés de Felipe Azevedo, que dominou rápido e finalizou, mas Ramírez se recuperou e defendeu.

Com o passar do tempo, o Del Valle se fechou, dificultou a vida do América, que passou a arriscar em chutes de longa distância.

Nos minutos finais, a torcida americana perdeu a paciência e protestou contra o técnico Marquinhos Santos. No último minuto, no golpe de misericórdia, Billy Arce, sem goleiro, só completou e marcou o segundo, sacramentando a vitória da equipe equatoriana no Independência.

 

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais