Carregando...

Atlético

Imagem: Bruno Cantini/Atlético

Atlético apresenta balanço financeiro do primeiro semestre de 2021

Os números apresentados foram comparados com os valores de 2020. Os dados apresentados pelo clube apresentaram evoluções na receita e também na valorização do elenco.

Por Vinícius Silveira

O Atlético divulgou o balanço financeiro até o mês de junho de 2021. Os números apresentados foram comparados com os valores de 2020. Os dados apresentados pelo clube apresentaram evoluções na receita e também na valorização do elenco.

Receita e custos

No balanço divulgado pelo clube, a receita com o futebol teve forte crescimento. Se em 2020 não passaram de 70 milhões tanto na metade da temporada como no final dela, nos primeiros seis meses de 2021, o clube investiu mais de 144 milhões. Já os custos foram de quase 138 milhões, pouco menos que os 150 milhões ao final do segundo semestre de 2020.

Somados as demais receitas e custos no período, não apenas com o futebol, mas com os setores operacionais, o clube teve um superávit de 49.207 milhões de reais, bem maior que os 24 milhões ao final da temporada 2020.

Patrimônio

O Atlético divulgou que conseguiu resultados positivos no que tange ao balanço patrimonial, com a negociação e o pagamento de dívidas do clube. Porém, houve um crescimento no endividamento do clube em 2,8% por conta da correção dos passivos e também da contratação de atletas para o elenco.

No balanço, o clube enfatizou o pagamento de dívidas na FIFA, que no passivo de 31 de dezembro de 2020 chegava a 70 milhões, foram pagos quase 90% desse valor, até junho de 2021.

Premiações e valorização do elenco

Em 2021, o Atlético obteve crescimento nos valores recebidos pelas participações nas competições em que esteve presente. De acordo com o balanço, em junho de 2020, o clube faturou quase quatro milhões com as participações na Copa do Brasil e em competições internacionais.

Ao final de junho de 2021, o número subiu para pouco mais de 25 milhões. Neste momento, o Atlético está nas quartas de final da Copa do Brasil e é semifinalista da Copa Libertadores da América.

A aquisição de atletas para a temporada 2021 elevou os custos com o departamento de futebol, mas valorizaram o elenco atleticano. Se ao final de dezembro de 2020, o valor do elenco chegava a 630 milhões, com as contratações de Hulk, Nacho Fernández, Dodô e Tchê Tchê, o plantel valorizou-se em 48%, chegando a 930 milhões, sendo 102 milhões em investimentos até junho de 2021.

Investimentos posteriores ao balanço

O Atlético registrou no balanço divulgado os investimentos e os valores recebidos após junho de 2021. Entre os mais destacados, estão as vendas de jogadores, que somados chegaram a 45 milhões de reais.

Premiações na Copa do Brasil e Libertadores, que chegaram 13,7 milhões de reais, além da bilheteria com a partida entre Atlético x River Plate, 2,7 milhões de reais. 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais