Atlético

  1. Esporte
  2. Atlético
  3. Atlético dá show, goleia o Athletico/PR e se aproxima do título da Copa do Brasil
Imagem: Pedro Souza/Atlético

Atlético dá show, goleia o Athletico/PR e se aproxima do título da Copa do Brasil

Eduardo Vargas saiu do banco de reservas para decidir a partida.


Por Guilherme Souza

Atlético e Athletico Paranaense começaram a decidir neste domingo, no Mineirão, a Copa do Brasil. Em duelo disputado no Mineirão, o Galo abriu uma larga vantagem rumo à conquista do segundo título da competição. A goleada de 4x0 foi com gols de Hulk, Keno e dois de Eduardo Vargas.

A partida de volta acontecerá na próxima quarta-feira (15), às 21h30, na Arena da Baixada, em Curitiba.

GALO AVASSALADOR NO PRIMEIRO TEMPO

Como esperado, o Atlético adotou a postura que ditou o ritmo da equipe durante a temporada. Com um time bastante ofensivo, o Galo foi bastante superior ao Furacão.

Dominando as ações, o alvinegro quase abriu o placar aos oito minutos. Depois de saída de bola errada do goleiro Santos, Diego Costa aproveitou e tocou para Hulk, que de cabeça mandou para o gol, mas Thiago Heleno fez um corte providencial, evitando o primeiro gol.

Aos onze, Diego Costa, que levou a pior em uma jogada no meio-campo, pediu substituição. Eduardo Vargas foi para o jogo.

Aos onze minutos, depois de tanto insistir, o time mineiro chegou ao primeiro gol. Hulk entregou para Zaracho, que tentou o cruzamento, mas a bola tocou no braço de Léo Cittadini. O árbitro marcou a penalidade máxima e Hulk converteu com muita tranquilidade. A bola foi no canto esquerdo de Santos, que pulou para o canto oposto.

O Atlético, que já era melhor, tornou o jogo um ataque contra defesa. E aos trinta e quatro, Keno, em jogada idêntica ao gol marcado contra o Bragantino, arriscou de fora da área e ampliou o marcador. A bola morreu no cantinho esquerdo de Santos.

O time paranaense conseguiu se recuperar do golpe apenas depois dos quarenta minutos. Aos quarenta e três, Terans cobrou falta com perfeição e Everson saltou no ângulo para fazer grande defesa. No último lance, após cobrança de escanteio, o goleiro ainda encaixou uma cabeçada firme.

VARGAS IMPOSSÍVEL NO SEGUNDO TEMPO

 A segunda etapa começou com o Athletico/PR nervoso e tentando responder ao placar construído pelo Atlético na primeira etapa. Com isso, a equipe visitante deixou espaços, o que é fatal contra a equipe comandada por Cuca.

No entanto, logo aos dez, Eduardo Vargas destruiu qualquer chance de reação. Thiago Heleno saiu jogando errado e mandou na cabeça de Hulk, que aproveitou chutou firme. Depois da defesa de Santos, Vargas apenas teve o trabalho de completar para o fundo das redes.

O Furacão não recuou e seguiu em busca da redução do prejuízo. Entretanto, o time paranaense se mandava para o ataque e deixava espaços. Igor Rabello roubou na defesa, entregou para Jair, que serviu Hulk. De pé em pé, o atacante tabelou com Nacho e tocou para Vargas, que bateu no canto para marcar o quarto.

Nos minutos finais, Hulk quase deixou mais um. Aos quarenta e seis, Hulk saiu frente a frente com Santos, tocou por cima de cavadinha, mas a bola saiu caprichosamente por cima do gol.

PÚBLICO E RENDA

O Público foi de 53.181 torcedores e a Renda de R$ 8.325.723,05.

 

 

        

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais