Atlético

  1. Esporte
  2. Atlético
  3. Atlético encara o Athletico-PR buscando o bi da Copa do Brasil
Imagem: Pedro Souza/Atlético

Atlético encara o Athletico-PR buscando o bi da Copa do Brasil

No primeiro jogo, o Galo fez 4 a 0 no Furacão, no Mineirão, e pode perder por até três gols de diferença, que mesmo assim ficará com o bicampeonato.


Por Vinícius Silveira

É hoje que sai o campeão da Copa do Brasil. Com grande vantagem, o Atlético encara o Athletico-PR, nesta quarta-feira (15), às 21h30, na Arena da Baixada, em Curitiba, valendo pelo segundo jogo da decisão.

No primeiro jogo, o Galo fez 4 a 0 no Furacão, no Mineirão, e pode perder por até três gols de diferença, que mesmo assim ficará com o bicampeonato. Ao Athletico, a matemática é uma só: vencer por cinco gols de diferença. Uma vitória do rubro-negro por quatro gols de diferença levará a decisão do título para os pênaltis. Vale destacar que não existe o critério do gol qualificado na final.

Outro fator chamativo para a briga pelo título é a premiação. O campeão da Copa do Brasil irá embolsar 56 milhões de reais. No total, o vencedor do torneio, somadas as premiações das fases anteriores, ganhará mais 70 milhões de reais.

Sem Diego Costa, Cuca muda o ataque 

O Atlético realizou último treino nesta terça-feira antes da partida contra o Athletico-PR. O técnico Cuca não poderá contar com o atacante Diego Costa, que saiu lesionado do primeiro jogo. O jogador não viajou com a delegação na última segunda-feira, e chegou ontem à tarde a Curitiba. Sem treinar com os demais jogadores e com poucas condições físicas para entrar jogando, Diego Costa integrará o elenco como forma de manter a união do plantel.

Cuca deve apostar em Eduardo Vargas, que marcou dois gols e entrou muito bem na partida de ida no Mineirão. Nacho Fernández é outra opção, mas colocando um setor de meio-campo mais encorpado.

O treinador segue sem Nathan Silva, impedido pelo regulamento. Igor Rabello deve ser mantido, mas Réver viajou com a delegação, treinou com os demais jogadores e pode ser utilizado.

Alberto Valentim tem desfalques 

Acreditando ser muito difícil reverter o resultado, o técnico Alberto Valentim colocará o que tem de melhor em campo para correr atrás do prejuízo. Mesmo assim, o treinador do Furacão, que já ganhou um título este ano, a Copa Sul-Americana, tem problemas para escalar a equipe.

Valentim não contará com o zagueiro Thiago Heleno, suspenso pelo terceiro cartão amarelo sofrido na partida de ida. Se quiser manter o esquema com três zagueiro, Zé Ivaldo é a opção mais clara. Caso aposte em mudar a tática, passando a atuar com mais jogadores no meio-campo, Christian é uma possibilidade.

No ataque, Nikão é dúvida para o jogo. O meia sofreu uma entrada mais forte de Igor Rabello e reclamou de dores no tornozelo. A área ainda apresenta inchaço e dificilmente ele reunirá condições de jogo. Pedro Rocha é a opção mais provável.

Escalações

Athletico-PR: Santos; Pedro Henrique, Zé Ivaldo (Christian) e Nico Hernández; Marcinho, Érick, Léo Cittadini e Abner; Pedro Rocha, David Terans e Renato Kayser. Técnico: Alberto Valentim

Atlético: Everson; Mariano, Igor Rabello (Réver), Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Jair e Zaracho. Hulk, Keno e Vargas. Técnico: Cuca.

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais