Atlético

  1. Esporte
  2. Atlético
  3. Atlético sofre gol no final, empata com o Santos e aumenta pressão sobre Turco Mohamed
Imagem: Pedro Souza/Atlético

Atlético sofre gol no final, empata com o Santos e aumenta pressão sobre Turco Mohamed

O alvinegro vive uma sequência de três jogos seguidos sem vitórias no Campeonato Brasileiro.


Por Guilherme Souza

Pressionado pelos últimos resultados, o Atlético e Santos entraram em campo na noite deste sábado, no Mineirão. As equipes ficaram no 1x1. Sávio abriu o placar para o Atlético, mas Rwan, cobrando pênalti, deixou tudo igual. Com o resultado, o Galo permaneceu na quarta posição, com 17 pontos.

Na próxima rodada, o time mineiro enfrentará o Ceará no Castelão, na próxima quarta-feira, às 19h. 

MUDANÇAS NA ESCALAÇÃO 

O técnico Antônio Mohamed promoveu três mudanças na escalação atleticana, além de Réver, que entrou na vaga do suspenso Nathan Silva. Guga ganhou uma chance na lateral-direita, enquanto Keno e Sávio entraram nos lugares de Ademir e Eduardo Sasha

GALO COM POSTURA DIFERENTE NO INÍCIO 

O Atlético começou a partida com uma postura agressiva, com velocidade e buscando o gol o tempo todo - algo que não aconteceu diante do Fluminense. 

Logo aos cinco minutos, após bela trama do lado esquerdo, Keno recebeu de Arana e cruzou para Sávio, que apareceu nas costas da zaga, na segunda trave, pegando de primeira e marcando um belo gol. O segundo gol do garoto na equipe profissional. 

O Santos demorou a entrar na partida, mas conseguiu finalizar aos quatorze, quando Eduardo Bauermann recebeu cruzamento pela direita e cabeceou no travessão.

Na sequência, o Galo respondeu. Após bela jogada coletiva, Allan escorou para Arana, que soltou a bomba. A bola desviou na zaga e se perdeu pela linha de fundo.

Depois dos vinte primeiros minutos, o Peixe saiu mais para o jogo. Aos vinte e três, Lucas Pires finalizou pelo lado esquerdo e Everson defendeu em dois tempos.

O Peixe trocava passes no meio-campo e tentava encontrar um espaço na defesa atleticana. O time mineiro, por sua vez, buscava contra-ataques rápidos com Sávio pela direita e Keno pelo lado esquerdo.

Antes do fim da primeira etapa, o Santos desperdiçou sua principal chance no jogo. Nos acréscimos, Sandry descolou um ótimo lançamento para Rwan, que se movimentou nas costas da defesa do Galo, dominou e ajeitou para Angulo. O atacante finalizou de primeira, firme, mas Everson fez uma excelente defesa, evitando o empate.

SANTOS MELHORA, EMPATA O JOGO E EVERSON SALVA O ATLÉTICO

O Santos voltou mais solto para o segundo tempo. Logo aos nove minutos, Rwan finalizou cruzado e Zanocelo completou para o gol, mas já era marcado o impedimento.

Aos treze, o Galo parecia se livrar da pressão. Lucas Pires puxou Sávio quando o atacante seguia rumo ao gol. O VAR recomendou a revisão e Marcelo de Lima Henrique expulsou o lateral santista. 

Com um a mais, o Atlético perdeu duas boas oportunidades em sequência. Hulk acertou a trave em cobrança de falta e Keno finalizou pra fora após bela jogada individual.

Ao longo da segunda etapa, o time da Baixada Santista cresceu no jogo e passou a encurralar o Atlético, mesmo com um homem a menos.

Aos trinta e seis, o VAR recomendou a revisão de um puxão de Jair no zagueiro Maicon, em cobrança de falta do Santos na área atleticana. A penalidade máxima foi marcada, Rwan cobrou com categoria e empatou. 

Após o gol sofrido, Turco Mohamed promoveu a entrada de Sasha e foi para o tudo ou nada. O atacante criou chances na área, mas foi parado por João Paulo. Do outro lado, Everson evitou a virada santista quando Bruno Oliveira chutou cruzado.

Aos cinquenta e um, já no desespero, Keno finalizou pra fora, levando muito perigo ao gol de João Paulo. No último lance da partida, o meia girou, finalizou de canhota, e Everson desviou a bola, que ainda tocou na trave, garantindo o empate.

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais