Carregando...

Atlético

Imagem: Pedro Souza/Atlético

Atlético sofre virada do Atlético/GO e perde invencibilidade de 18 jogos

A virada por 2x1 quebrou a sequência invicta do alvinegro no Campeonato Brasileiro.

Por Guilherme Souza

A noite de domingo foi de duelo dos Atléticos em Goiânia. Defendendo a liderança isolada do Campeonato Brasileiro, o Galo encarou o Dragão no Estádio Antônio Accioly. Com gols de Janderson e Oliveira, o Atlético Goianiense venceu de virada por 2x1. Nathan Silva marcou para o Atlético.

Com o resultado, o Galo segue na liderança isolada, com 56 pontos.

O alvinegro volta a campo na próxima quarta-feira, às 21h30, contra o Fortaleza, no Mineirão, na partida de ida da semifinal da Copa do Brasil. O rubro-negro goiano, por sua vez, recebe o Grêmio na segunda-feira (25), às 20h, em Goiânia, pelo Campeonato Brasileiro.

ARBITRAGEM É PROTAGONISTA NO PRIMEIRO TEMPO

A primeira etapa foi marcada pelo equilíbrio entre as duas equipes, com a forte marcação no meio-campo. Entretanto, o lance capital veio da arbitragem. Logo aos cinco minutos, quando Nacho Fernández cruzou pela direita e Gabriel Barbalhas cortou com o braço; Raphael Klauss foi até a cabine do VAR para verificar o possível pênalti para o Galo, mas não marcou nada no lance. O técnico Cuca ficou enfurecido com a decisão.

A partir do lance, o Atlético passou a pressionar o adversário em jogadas pelos lados, sobretudo, pela esquerda. A grande chance veio aos doze, quando Arana recebeu de Hulk, soltou a bomba e mandou por cima.

O Atlético Goianiense, que tentava atacar nos contragolpes, chegou com contundência aos trinta e três. Janderson invadiu a área pelo lado esquerdo, soltou a bomba e Everson fez uma defesaça. No rebote, o goleiro atleticano mandou para escanteio o chute de Zé Roberto no cantinho. Na cobrança de escanteio, a bola foi desviada no primeiro pau e o goleiro fez mais uma importante defesa.

GALO SAI NA FRENTE, MAS SOFRE VIRADA

O jogo esquentou no segundo tempo. O Atlético voltou buscando o resultado e o time da casa não ficou atrás.

Logo aos sete, Arana chutou e Fernando Miguel não deu troco. Aos onze, Alonso recebeu cruzamento e tentou cabecear, mas Wanderson travou na ‘hora H’. Se estava difícil por baixo, o Galo funcionou por cima. Nacho Fernández cobrou escanteio pela direita e Nathan Silva desviou no primeiro pau, abrindo o marcador.

A festa dos visitantes durou apenas seis minutos. Após saída de bola errada do alvinegro, Marlon Freitas roubou e achou Janderson livre para tocar na saída de Everson e deixar tudo igual.

Após o gol sofrido, o Atlético tentou o abafa, mas sem sucesso. O Galo esbarrava na defesa goiana, que estava bem postada.

E se o time mineiro não se encontrava, o goiano decidiu o jogo. Aos trinta e cinco, após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Oliveira que teve a tranquilidade de escolher o canto e virar o placar.

Na reta final, sem qualquer organização, o Atlético ensaiou um abafa, mas sem qualquer perigo para a meta goiana.  

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais