Atlético

  1. Esporte
  2. Atlético
  3. Atlético vence o Cruzeiro e é tricampeão mineiro
Imagem: Pedro Souza/Atlético

Atlético vence o Cruzeiro e é tricampeão mineiro

Hulk, duas vezes, e Nacho Fernández fez os gols alvinegros. Edu marcou o gol de honra celeste.


Por Vinícius Silveira

Atlético é tricampeão mineiro! Jogando no Mineirão, o Galo venceu o Cruzeiro, por 3 a 1, e garantiu mais um caneco estadual. Hulk, duas vezes, e Nacho Fernández fizeram os gols alvinegros. Edu marcou o gol de honra celeste.

O Atlético chegou ao terceiro título mineiro seguido, sequência que não acontecia desde 1980. Na ocasião, o Galo ainda acumulou mais três títulos estaduais, fechando o hexacampeonato mineiro.

Passado o Campeonato Mineiro, o foco do Atlético agora é a Libertadores. O Galo estreia na competição internacional contra o Deportes Tolima-COL, quarta-feira (6), às 21 horas, em Ibagué. Já o Cruzeiro treinará durante a semana para a estreia na Série B do Campeonato Brasileiro contra o Bahia, sexta-feira (8).

Cruzeiro começa melhor, mas Atlético tem Hulk 

Antes do jogo, o técnico Antônio Mohamed não apresentou novidades na escalação. Por sua vez, Paulo Pezzolano apostou nos três atacantes, porém, deixou Waguininho no banco e colocou Vitor Leque.

No primeiro tempo, o Cruzeiro apostou em uma marcação adiantada para evitar a construção de bola do Atlético. Já o Atlético conseguiu as primeiras ofensivas a partir de erros de saída do jogo celeste no setor defensivo.

No decorrer do segundo tempo, o Atlético se ajustou em campo e passou a ser melhor em campo, e conseguiu armar jogadas ofensivas e ainda melhorou na defesa. O Cruzeiro ainda teve boas finalizações com Edu e Pedro Castro, mas parou no goleiro Everson.

Na hora de ser efetivo, o Atlético mostrou a qualidade conhecida de seu melhor jogador. Hulk dominou, girou sobre a marcação e bateu no canto esquerdo Rafael Cabral, que só assistiu a bola morrer nas redes celestes.

Após o gol atleticano, o Cruzeiro precisou sair para o ataque, mas faltou a mesma criatividade dos primeiros minutos. Já o Atlético não aproveitou os espaços deixados e perdeu a chance de ampliar o placar.

Galo amplia o placar e garante o título 

No segundo tempo, o Cruzeiro voltou melhor, buscou o jogo, mas não conseguia criar lances de perigo para assustar a defesa do Atlético. Por sua vez, o Galo manteve a tranquilidade em campo e suportou a pressão celeste.

No decorrer do jogo, o Atlético passou a controlar o jogo, dominou até o final da partida e concluiu o resultado. Aos 25 minutos, Nacho Fernández recebeu na grande área, limpou a marcação e chutou forte nas redes de Rafael Cabral.

Dez minutos depois, Hulk recebeu a bola no ataque, entrou na área e sofreu penalidade máxima do goleiro Rafael Cabral. Hulk bateu no canto direito e o goleiro Rafael Cabral caiu no canto esquerdo.

Com o título praticamente assegurado, o Atlético passou a administrar o jogo, e o Cruzeiro seguia fazendo uma boa partida. O time celeste ainda teve tempo para fazer o gol de honra. Edu recebeu cruzamento e escorou de cabeça, com Everson ainda tocando na bola antes de entrar. 

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais