Carregando...

Atlético

Imagem: Pedro Souza/Atlético

Atlético vence o Sport, e mantém vantagem na ponta do Brasileirão

Com o resultado, o Atlético subiu para os 45 pontos, mantendo os sete pontos de diferença para o vice-líder, Palmeiras.

Por Vinícius Silveira

O Atlético venceu o Sport Recife, por 2 a 0, no Estádio Mineirão, valendo pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols atleticanos foram de Diego Costa, Hulk e Vargas.

Com o resultado, o Atlético subiu para os 45 pontos, mantendo os sete pontos de diferença para o vice-líder, Palmeiras. O Sport segue na zona de rebaixamento, com apenas 19 pontos.

Na próxima rodada, o Atlético sai para visitar o São Paulo, no Estádio Morumbi. Antes, o Galo encara o Palmeiras, terça-feira (21), às 21h30, no Allianz Parque, pelo primeiro jogo da semifinal da Libertadores.

Domínio total do Atlético 

Antes da partida, o técnico Cuca fez quatro alterações no time titular. Guga e Tchê Tchê entraram para suprir os desfalques. Keno e Diego Costa foram as novidades em campo.

No primeiro tempo, o Atlético foi soberano em quase todo o tempo. Nos minutos iniciais, o Galo chegou a mandar uma bola na trave com Zaracho. A partir dos 15 minutos, o Sport Recife saiu para o ataque, mas ainda de forma tímida e pouco agressiva.

Não demorou muito e o Atlético retomou o controle do jogo até o gol ser algo inevitável. Aos 34 minutos, Guilherme Arana trouxe a bola na linha de fundo e cruzou na cabeça de Diego Costa. Livre, o centroavante só escorou a bola para as redes de Maílson.

O Atlético manteve a posse de bola no ataque, e para fazer o segundo gol também contou com a sorte. Guilherme Arana aproveitou a falha do defensor e serviu a Hulk. O atacante passou pela marcação e chutou forte, indefensável para Maílson.

Galo adminstra e marca o terceiro no final 

Na etapa final, o Atlético administrou o resultado e manteve o domínio da partida. Reduziu o ritmo no campo ofensivo, principalmente, após as saídas de Diego Costa e Hulk, mas mantendo a qualidade técnica.

O Sport Recife buscou ser mais ofensivo, e o técnico Gustavo Florentin apostou nas entradas de André e Thiago Neves. Mesmo com as alterações, o Leão da Ilha não mostrou qualidade na criação, transformando o goleiro Everson em mero espectador.

Após a metade do segundo tempo, o Atlético foi agressivo e criou ótimas chances de ampliar o placar. Vargas teve duas oportunidades no mesmo lance, mas pecou na finalização. Pouco depois, foi a vez de Dodô mandar a bola para fora. 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais