Carregando...

Atlético

Imagem: Pedro Souza/Atlético

Com gol de Nacho Fernández, Atlético derrota o River Plate no Monumental

Com o resultado, o Atlético garante a vantagem do empate na partida de volta, quarta-feira (18), no Mineirão. Ao River Plate, resta apenas vencer por dois gols de diferença. Em caso de vitória da equipe argentina, a definição da vaga para as semifinais será nos pênaltis.

Por Vinícius Silveira

O Atlético venceu o River Plate, por 1 a 0, valendo pela primeira partida das quartas de final da Copa Libertadores da América. O gol do Galo foi anotado por Nacho Fernández, cumprindo a Lei do Ex no Monumental de Nuñez.

Com o resultado, o Atlético garante a vantagem do empate na partida de volta, quarta-feira (18), no Mineirão. Ao River Plate, resta apenas vencer por dois gols de diferença. Em caso de vitória da equipe argentina por 1 a 0, a definição da vaga para as semifinais será nos pênaltis.

Antes da partida de volta, o Atlético receberá o Palmeiras, valendo a liderança do Campeonato Brasileiro, sábado (14), às 19 horas, no Mineirão.

Antes do jogo, o técnico Cuca promoveu o retorno do lateral-esquerdo Guilherme Arana, apostou em Jair e Zaracho no meio-campo. Por sua vez, o River Plate não fez mistério.

River Plate pressiona e Everson se destaca

No primeiro tempo, os dois times buscaram o jogo, mas as duas defesas apareciam bem. O Atlético teve uma finalização com Nacho Fernández, mas que passou longe do goleiro Armani. Até o final do jogo, o Galo sofreria forte pressão do River Plate.

O River Plate jogou grande parte do primeiro tempo no campo de ataque. Trocou passes, abriu espaços e fez o goleiro Everson trabalhar muito. O primeiro grande lance de perigo foi no chute de Angileri, que acertou na trave após o toque nas luvas do goleiro atleticano.

A pressão do River Plate impedia o Atlético trabalhar seu jogo, e seguidamente, o time argentino retomava a posse de bola. Martínez, Braian Romero e Julián Alvarez foram outros finalizadores do Millionário e sempre com perigo.

A melhor chance do Atlético no primeiro tempo foi com Zaracho. Vargas recebeu passe de Mariano. O chileno ajeitou e o meio-campo atleticano chutou rasteiro para fora.

Atlético melhora e Nacho Fernández marca o gol da vitória 

No segundo tempo, o Atlético foi um time completamente diferente da etapa anterior. O Galo foi mais intenso, presente no ataque, com excelente movimentação e de pressionado passou a pressionar o River Plate. Guilherme Arana foi o primeiro a finalizar e foi com perigo. Carrascal tentou dar uma resposta pelo time argentino, e novamente, Everson fez boa defesa.

O Atlético era visivelmente melhor, apresentava consistência e a movimentação no ataque era difícil de ser marcada pelo River Plate. A defesa atleticana também mostrou um excelente rendimento, e marcou com precisão as investidas argentinas.

Após chances perdidas com Vargas e Hulk, o Galo fez justiça a excelente atuação e abriu o placar. Zaracho recebeu na direita – em posição legal – levou na linha de fundo e cruzou para Hulk. O camisa 7 ajeitou de cabeça para Nacho Fernández, que chegou finalizando com a perna esquerda e mandou a bola no canto esquerdo de Armani. É a lei do ex no Monumental de Nuñez.

O Atlético ainda teve uma chance de gol com Allan. O volante viu o goleiro Armani adiantado, chutou quase do meio-campo, e a bola tocou no travessão. Seria um gol histórico. Réver também testou o goleiro do River Plate, com uma ótima cabeçada.

O River Plate pressionou, mas errou bastante no último passe, e ainda encontrou a defesa atleticana mostrando muita segurança, e o goleiro Everson passou tranquilidade aos defensores. Na reta final, Atlético sofreu uma expulsão pesada. Nacho Fernández pelo Galo levou cartão vermelho após cometer falta em Angileri. 


Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais