Atlético

  1. Esporte
  2. Atlético
  3. Com gols nos acréscimos, Atlético e Cuiabá empatam na Arena Pantanal
Imagem: Pedro Souza/Atlético

Com gols nos acréscimos, Atlético e Cuiabá empatam na Arena Pantanal

O gol do Galo foi marcado por Alan Kardec. Gabriel Pirani empatou para o Dourado.


Por Vinícius Silveira

Jogando na Arena Pantanal, o Atlético empatou com o Cuiabá, por 1 a 1, valendo pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gol do Galo foi marcado por Alan Kardec. Gabriel Pirani empatou para o Dourado. Ambos os gols foram anotados nos acréscimos do segundo tempo.

Com o resultado, o Atlético entra no G-4, mas assiste ao Palmeiras líder e tomando distância. O Galo tem 32 pontos. Já o Cuiabá luta contra o rebaixamento e é o 15º colocado.

Galo tem a bola e Cuiabá é mais agressivo 

Antes do jogo, o técnico Antônio Mohamed encerrou as especulações quanto a iniciar o jogo com os novos reforços que foram contratados recentemente. Sem Hulk, a aposta foi em Fábio Gomes.

Com a bola rolando no primeiro tempo, o Atlético teve maior posse de bola, buscou o controle de jogo, trocou mais passes e foi mais efetivo que o Cuiabá. Porém, toda a iniciativa do Galo não correspondeu as expectativas ofensivas. Pecava no último passe e só conseguiu uma finalização com perigo, com Ademir.

Com bem menos posse de bola e trocando menos passes, o Cuiabá foi mais perigoso, aproveitou os espaços deixados pela defesa atleticana e finalizou com perigo ao menos quatro vezes. Em uma delas, Igor Rabello salvou a bola na finalização Rodriguinho. O gol era certo, o goleiro Everson foi batido, mas parou na presença do zagueiro alvinegro.

Gols no final determinam resultado 

Na etapa final, o Atlético trocou menos passes, mas seguiu sem incomodar a defesa do Cuiabá, pois o ataque do Galo não mostrava qualidade. Mesmo com a mudança de postura, quem mais perigo foi o time Dourado. Primeiro com Rodriguinho, que cobrou o goleiro Everson e Igor Rabello novamente tirou a bola que tinha endereço certo. Pouco depois, Pepê exigiu ótima defesa de Everson em chute de fora da área.

O técnico Antônio Mohamed finalmente promoveu a entrada dos estreantes. Primeiro com Pedrinho e Pavón. Com eles, entrou Keno. Ofensivamente, o ataque do Atlético foi mais efetivo, exigiu mais atenção da defesa do Cuiabá, mesmo sem finalizar com qualidade.

Após a metade do segundo tempo, o jogo ficou mais equilibrado. O Cuiabá não levou perigo e passou a ter um comportamento mais defensivo, preocupado com o ataque atleticano que, aquela altura, era formado por Pavón, Pedrinho, Alan Kardec e Keno.

Na reta final do jogo, quando a partida se encaminhava para o empate sem gols, o Atlético fez o gol da vitória. Pedrinho serviu a Guilherme Arana, que cruzou rasteiro para a finalização de Alan Kardec. O centroavante estreante mandou para as redes de Walter.

Quando a partida se encaminhava para o desfecho positivo para o Galo, o Cuiabá empatou o jogo. Na bola cruzada na área, Gabriel Pirani dominou e bateu rasteiro para as redes de Everson. 

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais