Carregando...

Atlético

Imagem: Pedro Souza/Atlético

Cuca alcança marca de 200 jogos pelo Atlético

A partida contra o Sport Recife, neste sábado (18), é especial por outro motivo: o técnico Cuca completará 200 jogos com a camisa atleticana.

Por Vinícius Silveira

Além de ser mais um jogo na caminhada do Atlético em busca do título brasileiro, a partida contra o Sport Recife, neste sábado (18), é especial por outro motivo: o técnico Cuca completará 200 jogos com a camisa atleticana.

Em tempos que o futebol está cada vez mais movimentado, a troca de treinadores ainda é incessante, pode-se dizer que Cuca é um treinador de longevidade no Atlético. O técnico paranaense está somente na segunda passagem pelo clube e atinge números expressivos, tornando-o um dos nomes mais relevantes da história atleticana recente.

A chegada

Cuca chegou ao Atlético em agosto de 2011, cerca de dois meses após ter sido demitido do Cruzeiro. O treinador tinha a missão de salvar do Galo do rebaixamento no Campeonato Brasileiro. O início não poderia ter sido pior. Foram seis derrotas seguidas, e a primeira vitória só chegou contra o Athletico-PR, na Arena da Baixada, por 1 a 0.

Mesmo com dificuldades, Cuca conseguiu ajeitar o time e salvar o Atlético do rebaixamento no Campeonato Brasileiro após golear o Botafogo, por 4 a 0, na Arena do Jacaré, jogo válido pela penúltima rodada do Brasileirão.

Novas marcas e um grande time entre 2012 e 2013

O ano de 2012 começou com a conquista do título mineiro sobre o América, e diante do Náutico, pelo Campeonato Brasileiro, Cuca chegou à a 50 jogos pelo clube. Durante o Brasileirão, o Atlético disputa o título contra o Fluminense, brigando por cada ponto, e até uma vitória histórica por 3 a 2, no Independência. Contudo, o Galo ficou apenas com o vice-campeonato brasileiro, repetindo o feito que não acontecia desde 1999.

O ano seguinte começou deixando o torcedor esperançoso por campanhas ainda melhores. Logo de cara, veio o título mineiro em cima do Cruzeiro, e a ótima campanha na fase de grupos da Libertadores. Com números tão interessantes, os atleticanos ficaram empolgados com a possibilidade da conquista do torneio sul-americano.

Em abril, diante do Tombense, Cuca chegou ao centésimo jogo pelo Atlético. Em julho, veio o dia mais importante da história do Atlético. Com grande campanha, ótimos jogadores, um elenco qualificado e muita fé, o Atlético de Cuca conquistou a Copa Libertadores da América ao derrotar o Olímpia-PAR, nos pênaltis, no Mineirão.

Com a cabeça no Mundial de Clubes, a campanha no Campeonato Brasileiro foi modesta, com o Galo terminou em oitavo lugar, com 57 pontos. Ainda em 2013, Cuca bateu 150 jogos pelo clube na partida contra o Fluminense. Os números poderiam ser ainda maiores, pois o treinador renovara contrato com o Atlético até o final de 2014.

Chegou dezembro, e o que poderia ser a coroação de um grande ano virou tristeza. O Shandong Luneng-CHI procurou Cuca com uma ótima oferta, mas ainda tinha o Mundial de Clubes. E quando a expectativa era por um confronto contra o Bayern de Munique, então campeão europeu, veio o Raja Casablanca e trouxe pesadelos. O time marroquino venceu o Galo por 3 a 1, eliminando o Galo do torneio

Logo após a partida, o então presidente do Atlético, Alexandre Kalil, confirmara a saída de Cuca para o time chinês. Ainda tinha a decisão do terceiro lugar, e o Galo venceu o Guangzhou Evergrande, da China, por 3 a 2. Foi a despedida do treinador.

Retorno ao Galo e temporada magnífica até o momento

Cuca retornou ao Atlético em 2021, quase dez anos após ter sido contratado pela primeira vez. O panorama era bem diferente da chegada em 2021. O time havia terminado em terceiro lugar no Brasileirão de 2020, tinha um grande elenco a disposição e reforços de alta qualidade técnica.

Mesmo preocupado com sua mãe, Dona Nilde Stival, que ficou internada por 70 dias se recuperando da Covid-19, Cuca conseguiu levar o Atlético ao título mineiro vencendo o Tombense, e também ao primeiro lugar geral na fase de grupos da Libertadores.

Até o momento, o Atlético é líder do Campeonato Brasileiro, semifinalista da Libertadores e da Copa do Brasil. No ano do jogo número 200 da passagem de Cuca pelo Galo, o treinador pode entrar para a história do clube mais uma vez.

Cuca tem contrato com o Atlético até dezembro de 2022. Até o final do ano, pode ultrapassar Barbatana, quatro treinador com maior número de jogos pelo clube, 227. E caso cumpra o vínculo até o final, pode se aproximar de Levir Culpi, terceiro colocado da lista, que tem 320 partidas.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais