Carregando...

Atlético

Imagem: Pedro Souza/Atlético

Em manhã de Hulk, Atlético bate o Bahia e chega à sexta vitória consecutiva

Com o resultado, o Galo se manteve na vice-liderança do Campeonato Brasileiro.

Por Guilherme Souza

Atlético e Bahia se enfrentaram na matinê deste domingo, no Mineirão, pela décima terceira rodada da Série A. Com dois gols de Hulk e um de Nathan, o Galo venceu por 3x0 e obteve a sexta vitória consecutiva no campeonato.

Com o resultado positivo, o Atlético se manteve na vice-liderança, com 28 pontos. O Bahia é o oitavo, com 17.

As duas equipes voltarão a se enfrentar na quarta-feira, às 21h30, no Mineirão, no duelo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

 JOGO ABERTO NA PRIMEIRA ETAPA

O Atlético começou ditando o ritmo do jogo e tentando encurralar o time baiano. Em jogadas acionando Nacho Fernández e os dois laterais, o Galo buscava Hulk como referência. Entretanto, a primeira grande chance do jogo veio com o argentino na bola parada - Nacho cobrou falta na junção da trave para defesaça de Matheus Teixeira.

Depois do calor no início, o Galo sofreu no restante da primeira etapa. O time atleticano tinha dificuldades para infiltrar na defesa do adversário.  

O Bahia, por sua vez, descia pelos lados, principalmente com Nino Paraíba pela direita. A defesa atleticana seguia cortando as ações, sobretudo, com uma grande atuação de Nathan Silva.

Nos minutos finais do primeiro tempo, o Galo ensaiou uma pressão em cobranças de escanteio, contudo, sem sucesso.

ANIVERSARIANTE DECIDE NO SEGUNDO TEMPO

A postura do alvinegro na segunda etapa foi oposta ao que foi apresentado na primeira parte do jogo. Cuca promoveu as entradas de Tchê Tchê e Eduardo Sasha nas vagas de Alan Franco e Dylan Borrero. A equipe ganhou consistência no meio-campo e passou a atacar mais.

Aos doze minutos, a alteração rendeu frutos. Após tabela com Sasha, Hulk invadiu a área e tocou tirando do goleiro, abrindo o marcador. O Bahia sentiu o golpe e o Atlético passou a ter espaços no jogo.  

Em uma das raras descidas do Tricolor de Aço, Hulk roubou a bola de Jonas e armou um contra-ataque de almanaque, até ser parado com falta pelo goleiro Matheus Teixeira. Ele mesmo cobrou com categoria e ampliou. No dia que completa 35 anos, o atacante presentou a torcida atleticana.

Nos minutos finais, Zaracho perdeu uma grande chance chutando cruzado e acertando a trave, e na sequência, a defesa fez o corte. Na cobrança de escanteio, Hyoran botou um efeito na bola e o goleiro Matheus não segurou. Na sobra, Nathan apenas conferiu para as redes, fechando o placar. 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais