Carregando...

Atlético

Imagem: Pedro Souza/Atlético

Em tarde de Hulk, Atlético vence o Ceará e aumenta vantagem na liderança

O alvinegro chegou a 17 jogos de invencibilidade no Campeonato Brasileiro.

Por Guilherme Souza

O Atlético recebeu o Ceará na tarde deste sábado, no Mineirão, em partida válida pela vigésima quinta rodada do Campeonato Brasileiro Série A. Com dois de Hulk e um de Diego Costa, o Galo bateu o Vozão por 3x1. Gabriel Lacerda descontou para os visitantes.

Com o resultado, o time mineiro segue mais líder que nunca, com 53 pontos. O Ceará é o décimo terceiro, com 29.

O Atlético volta a jogar na próxima quarta-feira, às 19h, contra o Santos, no Mineirão. O Ceará visita o São Paulo, na quinta-feira, às 19h, no Morumbi. Ambos os confrontos pelo Campeonato Brasileiro.

MEIO-CAMPO DO GALO DOMINA A PRIMEIRA ETAPA

A primeira etapa foi marcada pela ampla superioridade do Atlético. Com a escalação diferente, o time ganhou profundidade, sobretudo, pelo lado direito do ataque, com Jair e Zaracho.

O Ceará, por sua vez, se defendia bem e explorava as descidas pelo lado esquerdo, buscando o atacante Cléber, a referência da equipe pela estatura.

Aos dezesseis minutos, o goleiro Richard, que foi para a partida no ‘sacrifício’ e já tinha reclamado de dores musculares, se enrolou com a bola e acabou trombando com Zaracho. A arbitragem assinalou pênalti, mas o VAR acabou anulado a infração.

Aos trinta minutos, o Vozão teve sua melhor oportunidade na primeira etapa. Vina recebeu na área, finalizou de primeira e o goleiro atleticano fez uma defesa muito importante.

E foi o castigo da equipe cearense. No contra-ataque seguinte, Hulk arrancou, deixou todos os defensores para trás e tocou na saída de Richard, abrindo o marcador.

O Ceará não se abateu após o gol sofrido. Na sequência, Cléber finalizou no canto para a defesa de Everson. Aos quarenta e oito, Lima cruzou na cabeça do atacante, que perdeu outra chance, mandando pra fora.

Dois minutos depois, após revisão de um lance na área, onde Guga finalizou por cima, a arbitragem marcou pênalti de Messias em Jair. Hulk cobrou com maestria no canto esquerdo de Richard, que foi para o oposto. Vantagem ampliada.     

ATLÉTICO NÃO TIRA O PÉ

No segundo tempo, o Atlético seguiu pressionando, sem tirar o pé do acelerador.

Aos onze, Jair finalizou na rede pelo lado de fora. Na sequência, Borrero saiu cara a cara com Richard, tentou um golaço por cobertura, mas a bola foi pra fora.

Depois da blitz atleticana nos primeiros minutos, o Ceará acordou. Vina finalizou com qualidade para mais uma defesa espetacular do camisa 22 atleticano.

O técnico Cuca promoveu as entradas de Nacho Fernández, que foi preservado e iniciou no banco de reservas, e Diego Costa, que retornou após se recuperar de lesão.

Mas quem desperdiçou uma grande chance foi Zaracho. O meia chutou forte para grande defesa de Richard.

A reta final de jogo reservava fortes emoções. Nacho apareceu pelo lado esquerdo e achou Diego Costa entrando na pequena área; ele só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes, resolvendo o jogo.

Nos minutos finais, após cobrança de escanteio, Gabriel Lacerda diminuiu o prejuízo, em cabeçada após ficar livre. O VAR revisou e confirmou o gol.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais