Carregando...

Atlético

Imagem: Pedro Souza/Atlético

Hulk decide mais uma vez e Atlético vence o Juventude

Com o resultado, o Atlético chegou aos 74 pontos, manteve a diferença de pontos para o Flamengo, que ainda irá jogar na rodada.

Por Vinícius Silveira

O Atlético deu mais um passo rumo ao título brasileiro. O Galo venceu o Juventude, por 2 a 0, no Estádio Mineirão, valendo pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os dois gols foram anotados pelo atacante Hulk.

Com o resultado, o Atlético chegou aos 74 pontos, manteve a diferença de pontos para o Flamengo, que ainda irá jogar na rodada. O próximo jogo do Galo será contra o Palmeiras, na terça-feira (23), às 21h30, no Allianz Parque.

Para o Atlético ser campeão brasileiro na próxima terça-feira, o Flamengo não pode vencer o Internacional, e ainda precisa ganhar do Palmeiras. Em caso de vitória do rubro-negro neste domingo, o título pode acontecer na partida diante do Fluminense, domingo (28), às 16 horas, no Estádio Mineirão.

Jogo de um time só: Atlético 

No primeiro tempo, o jogo foi quase todo de um time só. O Atlético dominou todas as ações, não somente ofensivas como também defensivas. No setor defensivo, a soberania entre os jogadores contra o ataque do Juventude foi total.

Contudo, a mesma qualidade não se repetiu com o ataque. O Galo teve dificuldades para entrar na grande área e somente teve uma finalização a gol com perigo, que foi com Diego Costa.

Já o Juventude teve apenas uma proposta: se defender e jogar por uma bola. Sem a bola, o time gaúcho armou a primeira linha com cinco jogadores e outros quatro na intermediária, isolando Ricardo Bueno como jogador mais ofensivo. O alviverde de Caxias do Sul conseguiu segurar o Atlético e teve apenas uma chance de gol, com Sorriso.

Hulk entra em cena e garante a vitória 

Na etapa final, o enredo do primeiro tempo foi o mesmo. O Atlético foi dono das ações da partida, teve a iniciativa do jogo e fazia por merecer o resultado positivo. Apesar do controle da partida, o placar só começou a ser construído aos 26 minutos. Hulk cobrou pênalti após infração sofrida por Diego Costa e confirmada somente com a conferência do VAR.

Com o placar a frente, o Atlético ganhou mais espaço e não demorou para ampliar o marcador. Keno roubou a bola na defesa, levou dois marcadores e serviu a Hulk. O centroavante dominou, mostrou uma frieza vista em poucos atacantes, e tocou a bola por cobertura em Douglas, que só viu ela entrar no ângulo superior direito do goleiro. 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais