Carregando...

Atlético

Imagem: Reprodução

Membros da delegação do Boca Jrs promovem baderna e são levados para a delegacia

A PM deu voz de prisão a jogadores e membros da comissão técnica e todos foram levados à 6ª Delegacia Regional da Polícia Civil. Ainda de acordo com o Atlético, ninguém será preso.

Por Vinícius Silveira

Inconformados com a eliminação da Copa Libertadores da América para o Atlético, membros da delegação do Boca Juniors protagonizaram cenas de baderna e depredação, após a partida na zona mista do Estádio Mineirão.

De acordo com informações divulgadas pelo Atlético, os jogadores do Boca Juniors foram para o vestiário do time visitante, mas logo depois, jogadores e membros da comissão técnica tomaram direção ao vestiário dos árbitros. O árbitro Esteban Ostojich, com ajuda do VAR, Júlio Bascunãn, invalidaram um gol do time argentino, fato semelhante na partida de ida.


Seguranças do Atlético e do Mineirão tentaram conter a violência dos argentinos, porém, sem sucesso. Os membros da delegação do Boca Juniors tomaram rumo dos vestiários do Atlético, e no caminho quebraram tudo o que viam pela frente, desde bebedouros até atirar grades de proteção em quem tentava contê-los.

Ao chegar à porta dos vestiários do Atlético, o presidente Sérgio Coelho interviu para evitar. Houve até uma tentativa de agressão ao diretor Rodrigo Caetano com uma barra de ferro. Posteriormente, a Polícia Militar chegou para contornar a situação.

Em seguida, os jogadores do Boca Juniors tomaram rumo do ônibus, pois o voo de retorno para a Argentina está marcado para esta madrugada. A PM deu voz de prisão a jogadores e membros da comissão técnica e todos foram levados à 6ª Delegacia Regional da Polícia Civil. Ainda de acordo com o Atlético, ninguém será preso.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais