Atlético

  1. Esporte
  2. Atlético
  3. Minas Arena divulga nota após declaração de Ronaldo sobre custos de jogar no Mineirão
Imagem: Twitter/Estádio Mineirão

Minas Arena divulga nota após declaração de Ronaldo sobre custos de jogar no Mineirão

Inicialmente, o time celeste ainda enfrentará Uberlândia, Villa Nova e Pouso Alegre no Mineirão, mas as partidas foram transferidas para o Independência


Por Vinícius Silveira

Depois de o Cruzeiro transferir seus três jogos restantes como mandante na primeira fase do Campeonato Mineiro, do Mineirão para o Independência, a Minas Arena, administradora do estádio divulgou nota se manifestando sobre as declarações de Ronaldo, sócio majoritário da SAF celeste.

Ronaldo disse em uma live no seu canal no YouTube, que os custos para jogar no Mineirão estariam “altíssimos”, por conta da atual situação financeira do Cruzeiro. O time celeste ainda enfrentará Uberlândia, Villa Nova e Pouso Alegre em Belo Horizonte.

Abaixo, a nota divulgada pela Minas Arena.

“Com relação às recentes declarações de Ronaldo Nazário, sócio-majoritário do Cruzeiro, o Mineirão esclarece que os custos de uma partida são calculados de acordo com a previsão de público definida pelos clubes, o que reflete na abertura de mais ou menos setores e na contratação de mais ou menos profissionais.

Especificamente sobre o jogo Cruzeiro x Democrata-GV, o custo operacional total da concessionária, calculado para o público solicitado de 15 mil torcedores, foi de R$ 197 mil, o que inclui toda a equipe de trabalho (seguranças, equipes de limpeza, brigadistas, orientadores, hospitalidade, coleta e transporte de resíduos, entre outros), gradeamento, insumos (energia elétrica, e água), etc, ou seja, um custo por torcedor de R$ 13,19.

As demais despesas da partida, conforme previsto em regulamento, são referentes a custos como arbitragem, ambulância, controle de doping, impostos e taxas, que totalizaram R$ 78 mil.

O jogo Cruzeiro x Democrata-GV teve um público total de 12.311 presentes, contudo, apenas 3.829 pessoas (menos de um terço do total) pagaram ingressos para acessar o Mineirão. O clube estabeleceu que, nos dois primeiros jogos no estádio, o torcedor que adquirisse o pacote da temporada não pagaria pelo bilhete. Assim, 6.832 torcedores não pagaram ingresso.

A experiência adquirida em quase dez anos de operação dá ao Mineirão a capacidade de ajustar sua operação de acordo com a necessidade dos clubes. O Mineirão reitera seu compromisso com o futebol mineiro e está sempre aberto ao diálogo a fim de propiciar o melhor resultado para os clubes e a melhor experiência para os torcedores“.

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais