Carregando...

Atlético

Imagem: Pedro Souza/Atlético

Nacho brilha e Atlético vence o Santos no Mineirão

Com o resultado, o Atlético manteve os 11 pontos de vantagem sobre o Flamengo, e chegou aos 56 pontos.

Por Vinícius Silveira

O Atlético conquistou mais três pontos importantes na caminhada do Brasileirão. O Galo venceu o Santos, por 3 a 1, no Mineirão. Os gols da partida foram de Nacho Fernandez, duas vezes, e Nathan Silva. Raniel fez o gol santista.

Com o resultado, o Atlético manteve os 11 pontos de vantagem sobre o Flamengo, e chegou aos 56 pontos. Já o Santos segue em 16 lugar, com 25 pontos.

Na próxima rodada, o Atlético vai até Goiânia encarar o Atletico-GO, domingo, às 18h15, no Estádio Antônio Accioly. 

Galo tem dificuldades e Santos joga melhor

No primeiro tempo, o Santos começou explorando a velocidade pelo lado direito com Marinho e Marcos Guilherme, e sem a bola fazendo uma marcação mais forte, o que dificultou o setor de criação do Atlético. O Galo entrou em campo sem Hulk e com Nacho Fernandez no banco de reservas. 

Bem marcado, o Atlético não criou uma chance clara de gol. Em compensação, teve o que reclamar da arbitragem. Zaracho recebeu bola na área, e foi segurado pelo zagueiro Wagner. O árbitro Paulo Roberto Alves Júnior não marcou pênalti. 

Fora este lance, o Santos foi quem levou perigo, principalmente com Marinho, em cobrança de escanteio, e em chutes de fora da área. O time santista ocupou mais o campo de ataque. 

Santos abre o marcador, mas Nacho decide

Na etapa final, o técnico Cuca sacou Dylan e Diego Costa e apostou em Nacho Fernandez e Eduardo Sasha. Contudo, quem abriu o placar foi Santos. Raniel recebeu de Lucas Braga, girou e chutou forte no canto esquerdo de Everson. 

Mesmo após o gol santista, o time atleticano cresceu em campo, teve mais volume de jogo, marcou com eficiência e criou oportunidades de gols. 

Cerebral, Nacho Fernandez chamou a responsabilidade, foi o maestro em campo, e empate não demorou a acontecer. Aos 21 minutos, Calebe foi derrubado por Wagner Leonardo, e com ajuda do VAR, o árbitro marcou pênalti. O meia argentino cobrou a penalidade como manda o figurino. Goleiro de um lado e bola do outro. 

O volume de jogo do Atlético só aumentou, o jogo era de um time só. O Santos preocupava-se com a defesa, mas a virada do Galo era questão de tempo. Nacho Fernandez cobrou falta na direita e a bola foi na cabeça de Nathan Silva, que tocou para as redes de João Paulo. 

Com o placar o favor, o Atlético seguiu no embalo, pressionando, ocupando o campo de ataque, e conseguiu mais um pênalti. Calebe novamente foi derrubado na área, agora por Velazquez. Novamente o VAR interviu para assinalar a penalidade máxima. Nacho Fernandez cobrou e mandou no canto esquerdo de João Paulo. O goleiro defendeu, mas o rebote veio para o argentino, que escorou de cabeça para as redes. 

O Santos tentou buscar o resultado, mas encontrou dificuldades para incomodar a defesa atleticana. Chegou a apostar em chutes de longe, mas sempre errando o alvo, confirmando mais três pontos preciosos para o Atlético. 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais