Carregando...

Cruzeiro

Imagem: Bruno Haddad/Cruzeiro

Com pouca criatividade, Cruzeiro e Coritiba empatam sem gols no Mineirão

Com o resultado, o Cruzeiro chegou aos dez pontos e está na 13ª posição. Já o Coritiba perdeu a chance de assumir a liderança do Campeonato Brasileiro da Série B. O time paranaense é o vice-líder, com 20 pontos, enquanto o líder, Náutico, tem 21.

Por Vinícius Silveira

Em um jogo de poucas emoções, Cruzeiro e Coritiba empataram sem gols, no Estádio Mineirão, valendo pela nona rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Com o resultado, o Cruzeiro chegou aos dez pontos e está na 13ª posição. Já o Coritiba perdeu a chance de assumir a liderança do Campeonato Brasileiro da Série B. O time paranaense é o vice-líder, com 20 pontos, enquanto o líder, Náutico, tem 21. A equipe celeste completou o quarto jogo consecutivo sem vitória.

Na próxima rodada, o Cruzeiro vai ao Estádio Nilton Santos para enfrentar o Botafogo, sábado (10), às 16h30. Três dias depois, o Coritiba receberá o Vasco da Gama, no Couto Pereira, às 21h30.

Muita posse de bola e pouca criatividade

Na etapa inicial, o Cruzeiro controlou o jogo o tempo inteiro. Logo no primeiro minuto, Bruno José recebeu ótimo passe, saiu na cara do goleiro Wilson, finalizou para boa defesa do camisa 1 Coxa-Branca. No entanto, o auxiliar anulou o lance de forma equivocada.

Com maior posse de bola, o time celeste buscava abrir os espaços trocando passes no campo ofensivo, mas faltava criatividade para ter chances de gol. Já o Coritiba se armou defensivamente, com todas as linhas armadas no campo defensivo e sem dar espaços para aproximação do Cruzeiro na grande área.

Sem condições de entrar na grande área, restou chutar de fora da área. Aos 22 minutos, Marcinho clareou a jogada e bateu forte, mas a bola foi por cima da trave de Wilson. Logo depois, foi a vez de Giovanni arriscar, com a bola passando a esquerda da trave.

Pouco agressivo no jogo e esperando um erro do Cruzeiro, o Coritiba só chegou no final do primeiro tempo, após falta cobrada por Rafinha e cabeceio sem força do zagueiro Henrique defendida pelo goleiro Fábio.

Cruzeiro mantém posse de bola e Coritiba cresce no fim

Na etapa final, o Cruzeiro buscou ser mais agressivo, mas parou na marcação do Coritiba, que se defendeu com qualidade. As melhores jogadas surgiam pelo lado direito, com Bruno José e Norberto, já que o lado esquerdo com Jean Victor e Airton era improdutivo.

Com as alterações, o Cruzeiro não evoluiu em campo, e deu chances para o Coritiba ser mais agressivo na parte final do jogo. O time paranaense finalizou com perigo em duas oportunidades, exigindo boas defesas do goleiro Fábio. Nos acréscimos, Val chegou a mandar uma bola na trave, sendo a melhor chance da partida.

Mesmo com o Coritiba saindo para o ataque, o Cruzeiro não se aproveitou como deveria, sem finalizar com perigo ou errando passes na criação das jogadas. O resultado final terminou no empate sem gols.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais