Cruzeiro

  1. Esporte
  2. Cruzeiro
  3. Com um gol em cada tempo, Cruzeiro bate a Ponte Preta e aumenta vantagem na liderança
Imagem: Staff Images

Com um gol em cada tempo, Cruzeiro bate a Ponte Preta e aumenta vantagem na liderança

O time celeste atingiu 31 pontos na tabela da Série B.


Por Guilherme Souza

Em busca da reabilitação, o líder Cruzeiro recebeu a Ponte Preta na tarde desta quinta-feira, no Mineirão. Em partida válida pela décima terceira rodada, o time estrelado venceu por 2x0. Edu e Matheus Bidu anotaram os gols.

Com o resultado, o Cruzeiro chegou a 31 pontos, aumentando para seis pontos a diferença para o vice-líder, que neste momento é o Bahia.

O time celeste volta a campo na próxima quinta-feira (23), às 19h, diante do Fluminense no Maracanã, no primeiro confronto das oitavas de final da Copa do Brasil.

PONTE TENTA SURPREENDER, MAS CRUZEIRO É MORTAL

Ao contrário do que se imaginava, em função da posição na tabela de classificação e dos desfalques, a Ponte Preta não ficou retrancada no Mineirão.

A equipe de Campinas começou a partida buscando o jogo, mas pecava no último passe. Aos nove minutos, Fessin cobrou escanteio na primeira trave, Artur desviou e mandou para fora, assustando a defesa celeste.

O Cruzeiro não ficou esperando o adversário e respondia em ataques rápidos. Entretanto, a Raposa encontrava dificuldades para entrar na área e apostava em chutes de longa distância. Os volantes Willian Oliveira e Neto Moura arriscaram, mas mandaram pra fora.  

A grande chance da Ponte no primeiro tempo foi da Macaca de Campinas. Aos trinta e oito, Fabrício lançou Igor Formiga nas costas de Bidu. O lateral dominou e soltou a bomba, mas Rafael Cabral fez uma excelente defesa com os pés, mandando para escanteio e salvando o Cruzeiro.

Antes do fim da primeira etapa, brilhou a estrela do artilheiro. Edu recebeu belo lançamento de Neto Moura nas costas da defesa e bateu cruzado, sem chances para Caíque França. O assistente assinalou impedimento, mas o VAR confirmou o gol.

CRUZEIRO DEFINE O JOGO

Logo no primeiro minuto, o Cruzeiro destruiu qualquer estratégia da Ponte Preta. Rafa Silva ficou com a bola pela direita, bateu rasteiro cruzado e encontrou Matheus Bidu, na segunda trave, totalmente livre, para completar para o gol de Caíque.

O gol deu conforto e tranquilidade do Cruzeiro, que passou a controlar a posse de bola. A Ponte, por sua vez, foi para o tudo ou nada. Aos treze, Igor Formiga soltou a bomba da entrada da área, mas Rafael Cabral fez a defesa em dois tempos.

Ao longo da segunda etapa, Pezzolano promoveu a entrada de Rodolfo na vaga de Rafa Silva. O atacante entrou bem, se movimentando e tentando achar espaços na defesa adversária. Outro destaque foi a estreia do volante Breno na equipe profissional. O garoto entrou no lugar do artilheiro Edu.

Na reta final da partida, o goleiro Caíque França ainda se atrapalhou em uma saída de bola, deu um soco na bola fora da área e acabou expulso. O volante Wallison, sem luvas, foi para o gol. A única intervenção do novo goleirão foi após cobrança de escanteio, quando acabou tirando a bola de dentro da área. 



Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais