Carregando...

Cruzeiro

Imagem: Francisco Cedrim/CRB

CRB e Cruzeiro empatam sem gols no Rei Pelé

Com o resultado, o Cruzeiro segue na 14ª posição, agora com 25 pontos. Já o CRB segue em terceiro lugar, com 37 pontos.

Por Vinícius Silveira

CRB e Cruzeiro empataram sem gols, no Estádio Rei Pelé, valendo pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Com o resultado, o Cruzeiro segue na 14ª posição, agora com 25 pontos. Já o CRB, que tinha boa chance de assumir a liderança da Série B, segue em terceiro lugar, com 37 pontos.

Na próxima rodada, o Cruzeiro volta a jogar na quarta-feira (1), contra o Confiança, no Estádio Batistão, às 19 horas. Já o Cruzeiro só jogará apenas na terça-feira (7), às 21h30, contra o Goiás, no Estádio da Serrinha.

Muita chuva no Rei Pelé 

Nos primeiros minutos, o Cruzeiro foi soberano na partida. Pressionou incessantemente, criou oportunidade e manteve suas linhas no campo de ataque. O CRB encontrou dificuldades para sair ao setor ofensivo, pois a marcação celeste mostrava eficiência.

Quando o primeiro tempo se encaminhava para a metade, a chuva que caiu na cidade de Maceió teve reflexos no futebol do Cruzeiro, que por jogar com a posse de bola, trocando passes, não conseguiu criar as jogadas, e foi quando o CRB cresceu no jogo.

Nos minutos finais, o CRB igualou as condições com Cruzeiro, ficando mais com a bola e encontrando espaços na defesa celeste. A melhor chance foi aos 39 minutos, com Junior Brandão, que pegou a bola de primeira, mas mandou para fora. Dois minutos depois, foi a vez de Renan Bressan arriscar, mas dessa vez, parou nas luvas do goleiro Fábio.

CRB cresce no segundo tempo 

No segundo tempo, sem chuva, o Cruzeiro iniciou melhor, com atuação destacada de Bruno José, e ficou mais tempo no ataque. Contudo, a defesa do CRB levou vantagem em boa parte dos lances de ataque celeste. Já o CRB encontrava dificuldade na armação das jogadas.

O CRB cresceu no jogo após a entrada do meia Diego Torres, que trouxe mais agilidade e foi o grande responsável pela armação de jogadas do time. Desde então, o time alagoano criou ótimas chances e finalizou com perigo de Alisson e Guilherme Romão, que exigiram boas intervenções de Fábio.

Com o crescimento do CRB, o Cruzeiro caiu de produção, deixando de ser incisivo como em outros momentos da partida. As alterações executadas por Vanderlei Luxemburgo não resultaram em gols para o time celeste. No final, Rafael Sóbis finalizou com perigo, exigindo ótima defesa de Diogo Silva, e a partida terminou em empate.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais