Cruzeiro

  1. Esporte
  2. Cruzeiro
  3. Cruzeiro derrota o Náutico nos Aflitos e assume a liderança da Série B
Imagem: Tiago Caldas / CNC

Cruzeiro derrota o Náutico nos Aflitos e assume a liderança da Série B

O time celeste obteve sua quinta vitória na Série B.


Por Guilherme Souza

Em momentos diferentes neste início de Série B, Náutico e Cruzeiro se enfrentaram no Estádio dos Aflitos, na tarde deste domingo, em duelo válido pela sétima rodada. Com um gol de Willian Oliveira no primeiro tempo, o time celeste venceu por 1x0 e assumiu a liderança do campeonato.

O Cruzeiro atingiu a marca de 16 pontos, superando Bahia e Sport.  

O próximo compromisso da Raposa será no próximo domingo (22), às 11h, diante do Sampaio Corrêa, no Mineirão, pela Série B do Campeonato Brasileiro.

ESCALAÇÃO MODIFICADA

Em razão do desgaste físico, o técnico Paulo Pezzolano preservou três jogadores.  O lateral-direito Geovane Jesus e os atacantes Jajá e Edu começaram no banco de reservas. Por outro lado, Fernando Canesin retornou ao meio-campo. Marcelinho e Rafa Silva foram os escolhidos .

CRUZEIRO DOMINA O PRIMEIRO TEMPO

Jogando em seus domínios, o Náutico tentou pressionar nos minutos iniciais. Logo no primeiro lance, Ailton arriscou da entrada da área e obrigou Rafael Cabral a dar um tapinha na bola, mandando para a linha de fundo.

Depois do susto inicial, o Cruzeiro entrou na partida e passou a controlar as ações do jogo. A Raposa ganhou o meio-campo e não dava espaços para o adversário.

Aos vinte e cinco, o goleiro Lucas Perri fez uma defesaça cara a cara, evitando o gol de Daniel Júnior, mas o lance já era invalidado pela arbitragem. O meia estava impedido. Em seguida, Eduardo Brock perdeu outra boa chance. O zagueiro cabeceou para fora após cobrança de escanteio.     

Aos trinta, o Náutico deu um grande susto na defesa celeste. Amarildo recebeu um grande passe de Jean Carlos, ficou de frente para o goleiro Rafael, que fez uma defesaça.

Depois de trabalhar bastante a bola, o Cruzeiro encontrou um espaço na defesa alvirrubra. Willian Oliveira recebeu um passe nas costas da zaga, dominou totalmente livre e abriu o placar em um toque por cima do goleiro, marcando um golaço nos Aflitos, aos trinta e oito minutos.

Antes do intervalo, ainda na empolgação do gol, Rafa Silva dominou na entrada da área e soltou uma bomba. A bola passou muito perto do gol da equipe mandante.

NÁUTICO MELHORA E CRUZEIRO SE SEGURA

Na segunda etapa, o Timbú saiu mais para o jogo. A equipe da casa, mesmo sem organização, buscava o ataque na base da vontade. A defesa celeste, por sua vez, fazia uma partida segura.

As grandes chances do empate vieram com Jean Carlos. Aos três minutos, o meia cobrou falta para a defesa de Rafael Cabral.

Aos dezesseis, também em bola parada, o meia parou na excelente atuação do goleiro cruzeirense.

A Raposa tentava aliviar a defesa com contra-ataques rápidos acionando Luvannor pelo lado esquerdo. Entretanto, sem riscos para a defesa adversária.

Nos minutos finais, na base do abafa, o Náutico ensaiou uma pressão, mas sem qualquer tipo de perigo. 

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais