Carregando...

Cruzeiro

Imagem: André Palma Ribeiro/Avaí F.C.

Cruzeiro desperdiça chances e perde para o Avaí

Com o resultado, o Cruzeiro caiu para 12ª posição, se mantendo com os 39 pontos. A diferença para o G-4 chegou aos 13 pontos.

Por Vinícius Silveira

O Avaí venceu o Cruzeiro, por 1 a 0, em partida disputada no Estádio da Ressacada, em Florianópolis. O gol catarinense foi anotado por Lourenço, no segundo tempo.

Com o resultado, o Cruzeiro caiu para 12ª posição, se mantendo com os 39 pontos. A diferença para o G-4 chegou aos 13 pontos. Já o Avaí subiu para a terceira posição, com 53 pontos.

Na próxima rodada, o Cruzeiro volta a jogar em casa. O adversário da vez é o Remo, quinta-feira (28), às 21h30, no Estádio Independência.

Cruzeiro cria chances, mas para no goleiro 

No primeiro tempo, o Avaí teve maior posse de bola, porém, quem foi melhor foi o Cruzeiro. Nos minutos iniciais, o time catarinense buscava a armação das jogadas, mas esbarrava na boa marcação celeste, que desarmava com qualidade.

Com a bola no pé, o Cruzeiro buscava ser mais agressivo, tentava os passes mais longos e sempre municiando os lados do campo. O primeiro grande lance de perigo foi com Bruno José, que dominou na esquerda e chutou colocado, mas a bola acertou o travessão. No lance seguinte, foi a vez do goleiro Glédson trabalhar, com duas boas defesas.

A partir de então, o Cruzeiro foi mais intenso, finalizou com perigo, mas faltava colocar o “pé na forma”, pois com tantas chances, o time celeste merecia abrir o marcador. Já o Avaí pouco agrediu, tinha dificuldades na criação e não exigiu grande defesa do goleiro Fábio.

Avaí marca de cabeça e goleiro catarinense salva  

Na etapa final, o panorama do jogo mudou completamente. O Avaí ocupou o campo de ataque, ficou mais presente no campo de ataque. Já o Cruzeiro pouco não repetiu o que fez no primeiro tempo. As saídas de Marco Antônio e Thiago por lesão refletiram no rendimento celeste.

A resposta veio aos 11 minutos. Vinícius Leite cruzou na grande área, e o meia Lourenço apareceu no meio da defesa celeste, escorando a bola de cabeça para as redes de Fábio.

O Avaí manteve a qualidade mesmo com a vantagem no placar. Deu trabalho para a defesa do Cruzeiro, e pressionou na busca pelo segundo gol. Contudo, não durou muito.

A partir dos 30 minutos, o Cruzeiro evoluiu e igualou o jogo com o Avaí. Ficou com a bola por mais tempo no ataque, buscou trabalhar as jogadas, mas faltava qualidade na hora de criar e arrematar o lance.

Nos minutos finais, o Cruzeiro pressionou, e foi quando o goleiro Glédson apareceu novamente. Ao menos, quatro grandes defesas, ainda que em duas delas, o lance já havia sido anulado pelo auxiliar da partida. O Avaí ainda teve uma grande oportunidade com Copete, mas a bola parou no goleiro Fábio. 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais