Carregando...

Cruzeiro

Imagem: Divulgação/Coritiba

Cruzeiro joga muito e vence o Coritiba no Couto Pereira

O resultado deu ao Cruzeiro mais uma posição na tabela, chegando ao 11º lugar, com 38 pontos. Já o Coritiba segue líder, com 54 pontos.

Por Vinícius Silveira

Com uma atuação impecável, o Cruzeiro venceu o Coritiba, por 3 a 0, em pleno Estádio Couto Pereira, em Curitiba. Os gols celestes foram Giovanni, Adriano e Eduardo Brock.

O resultado deu ao Cruzeiro mais uma posição na tabela, chegando ao 11º lugar, com 38 pontos. Já o Coritiba segue líder, com 54 pontos, e tem boa vantagem na ponta da tabela.

Na próxima rodada, o Cruzeiro jogará contra o Botafogo, terça-feira (12), às 21h30, no Estádio Indepéndência.

Cruzeiro arrasador no primeiro tempo 

No primeiro tempo, o Cruzeiro foi soberano em todos os sentidos. O time celeste começou a ganhar o jogo nos minutos iniciais, quando a equipe azul celeste abriu 2 a 0 com menos de dez minutos.

Logo aos dois minutos, Giovanni recebeu na área, trouxe a bola para a perna direita e chutou no canto direito de Wilson, abrindo o placar. Cinco minutos depois, Adriano aproveitou o passe na área e tocou rasteiro por baixo do goleiro do Coritiba.

No decorrer do jogo, o Cruzeiro era efetivo na marcação, encurtava os espaços e deixava o Coritiba sem criatividade na armação das jogadas. Quando retomava a bola, o time celeste puxava os contra-ataques em velocidade, e encontrava a defesa paranaense aberta. Contudo, nas ofensivas, os cruzeirenses não aproveitaram para ampliar o placar.

Brock amplia o placar e Fábio pega pênalti 

Na etapa final, o Coritiba tentou iniciar com mais posse de bola e atuando de forma ofensiva. Porém, esbarrava na marcação do Cruzeiro, que demonstrava eficiência e dava segurança aos atacantes para criarem as jogadas.

A estratégia do Cruzeiro era atuar no contra-ataque, aproveitar os espaços da defesa e sair em velocidade. Mesmo com os espaços do Coritiba, o terceiro gol celeste saiu em uma cobrança de escanteio. Giovanni levantou a bola na grande área, e o zagueiro Eduardo Brock escorou a bola de cabeça para as redes de Wilson.

A partir de então, o Coritiba pressionou sem efetividade, mas teve a chance de reduzir o placar aos 22 minutos. Léo Gamalho cabeceou e a bola acertou o braço de Ramon. Com ajuda do VAR, o árbitro marcou pênalti. Porém, o camisa 9 paranaense chutou forte e Fábio defendeu a bola com a perna esquerda.

Até o final do jogo, o Coritiba pressionou, tentou criar oportunidades, finalizou de fora da grande área, mas o dia não era do líder do Campeonato Brasileiro da Série B, e confirmou a vitória do Cruzeiro.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais