Cruzeiro

  1. Esporte
  2. Cruzeiro
  3. Cruzeiro vence o Sport e abre vantagem na ponta da tabela da Série B
Imagem: Cruzeiro

Cruzeiro vence o Sport e abre vantagem na ponta da tabela da Série B

Com a vitória, o Cruzeiro se isolou na liderança da Série B, com 34 pontos, quatro a mais que o vice-líder, Vasco da Gama e um jogo a menos. O time celeste abriu 13 pontos de distância para o quinto colocado.


Por Vinícius Silveira

O Cruzeiro venceu mais uma partida na Série B. O time celeste venceu o Sport, por 2 a 1, no Mineirão. Os gols celestes foram marcados por Sabino (contra) e Daniel Junior. Kayke fez o gol do time pernambucano.

Com a vitória, o Cruzeiro se isolou na liderança da Série B, com 34 pontos, quatro a mais que o vice-líder, Vasco da Gama e um jogo a menos. O time celeste abriu 13 pontos de distância para o quinto colocado.

Na próxima rodada, o Cruzeiro receberá o Vila Nova, no Mineirão, sexta-feira (1), às 21h30.

Cruzeiro domina o jogo

Foi um primeiro tempo de domínio tático e territorial do Cruzeiro. Trocando passes com acerto e disposição dos jogadores durante todo o tempo, o time celeste foi soberano em campo. Por sua vez, o Sport adotou a estratégia do contra-ataque e sofreu a pressão cruzeirense durante os 45 minutos.

Mesmo com tanto domínio do Cruzeiro, foi o Sport quem abriu o placar. Aos 18 minutos, Kayke acertou um ótimo chute, no ângulo esquerdo de Rafael Cabral. Ainda que tenha saído atrás no marcador, o time celeste seguiu melhor em campo.

O jogo era de um time só, com ótimo entendimento entre os setores, principalmente o ataque. Contudo, a pressão teve efeito aos 28 minutos. No cruzamento da direita, Sabino tocou a bola de cabeça e ela foi as redes de Maílson. Gol contra!

No embalo da pressão, o gol da virada era questão de campo, e ele veio aos 42 minutos. Daniel Júnior entrou na área e bateu para o gol, com a bola desviando no marcador e no goleiro Maílson antes de balançar as redes.

Sport melhora, mas não consegue empate 

Na etapa final, o enredo foi o mesmo do primeiro tempo. Controle total do Cruzeiro durante todo o tempo, com o goleiro Rafael Cabral sendo exigido poucas vezes durante todo o período.

Mesmo com o controle do jogo, o Cruzeiro não finalizou com o mesmo acerto do primeiro tempo. O Sport conseguiu se ajustar em campo, mas faltou qualidade nos arremates. 

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais