Cruzeiro

  1. Esporte
  2. Cruzeiro
  3. Cruzeiro vence Operário em Ponta Grossa e soma 8 vitórias consecutivas na Série B
Imagem: Staff Images/Cruzeiro

Cruzeiro vence Operário em Ponta Grossa e soma 8 vitórias consecutivas na Série B

Com a vitória diante do Fantasma, o Cruzeiro abriu 7 pontos de vantagem na liderança da Série B.


Por Thais Santos

O Cruzeiro encarou o Operário, no estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa, pela 10ª rodada da Série B e venceu o jogo por 2x1. Os gols da Raposa foram marcados por Léo Pais e Jajá e com esse resultado, a equipe celeste agora soma 8 vitórias consecutivas na competição e se distanciou ainda mais na ponta da tabela, é o líder com 25 pontos, 7 a mais que o vice-líder Sport.  


JOGO TRUNCADO COM POUCAS CHANCES PARA OS DOIS LADOS


No primeiro tempo, o jogo em Ponta Grossa começou bastante movimentado, o Operário teve uma boa chance na cobrança de falta de Paulo Sérgio, a bola acabou parando na trave. O Cruzeiro respondeu na sequência com boas chegadas de Jajá e Canesin. Aos 17 minutos, o volante Willian Oliveira quase abriu o placar, após receber um cruzamento de Neto Moura, o jogador apareceu bem no cabeceio. Na sequência, o jogo ficou mais truncado e o Operário insistiu pelas jogadas pela direita com Arnaldo e Ricardinho, mas a primeira etapa terminou empatada em 0x0.


SEGUNDO TEMPO DE 3 GOLS EM 6 MINUTOS NO GERMANO KRÜGER



O jogo no segundo tempo começou quente e o lateral-direito Léo Pais abriu o placar aos 6 minutos, após bela jogada do atacante Jajá, que deixou a defesa adversária na saudade e rolou a bola para o uruguaio tocar no canto do goleiro Vanderlei. O Operário não deixou barato e reagiu, Silvinho deixou tudo igual aos 9 minutos, o zagueiro Zé Ivaldo chegou a salvar em cima da lima, mas o meia do Fantasma apareceu para mandar a bola para o fundo das redes. Aos 12 minutos, Jajá encobriu o goleiro Vanderlei, após receber uma assistência de Zé Ivaldo e colocou a Raposa de novo na frente. 

O goleiro Rafael Cabral apareceu para fazer uma boa defesa, aos 20 minutos, após um chute com perigo de Paulo Sérgio. Felipe Saraiva também teve a oportunidade de deixar tudo igual, mas acabou mandando a bola para fora e no final a festa foi da equipe celeste.

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais