Carregando...

Cruzeiro

Imagem: Reprodução / Instagram

Máfia Azul é banida por 6 meses após morte de torcedor do Galo

Federação Mineira de Futebol acatou pedido do MP feito após um ataque ao ônibus com torcedores do Atlético, neste domingo (28)

Por Victor Duarte

A Federação Mineira de Futebol (FMF) informou que acatou a recomendação do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) de banir a torcida Máfia Azul em jogos do Cruzeiro por 6 meses.

A iniciativa ocorreu devido à interceptação, pela Máfia Azul, de um ônibus com torcedores do Clube Atlético Mineiro, no bairro Novo Indústria, na região do Barreiro, em Belo Horizonte, no último domingo (28), que arremessaram objetos contra o veículo. O torcedor Mateus de Freitas Ferreira, de 20 anos, que estava no coletivo, teve morte cerebral nessa segunda-feira, segundo a Polícia Civil. Seis suspeitos foram indiciados.

A recomendação do MPMG vale nos dias de jogos, em todos os estádios do país e num raio de cinco mil metros de seus respectivos entornos. De acordo com o pedido do MP, o “banimento temporário consiste na proibição do uso, porte e exibição de qualquer vestimenta, faixa, bandeira, instrumento musical, ou qualquer objeto que possa caracterizar a presença da torcida organizada” 

O Ministério Público notificou a presidência do Cruzeiro e a presidência da torcida Máfia Azul para que apresentem manifestação no prazo de 10 dias. A Polícia Militar também foi notificada, por meio do Comando de Policiamento Especializado do Batalhão de Choque, para que seja feita a divulgação interna e externa, inclusive para as polícias militares dos outros estados, e seja prestado auxílio na fiscalização e no cumprimento das medidas.

O MPMG recomendou ainda que a Máfia Azul não utilize suas sedes nos dias de jogos, sob pena de multa de R$ 50 mil.

A FMF acatou o pedido, que tem caráter educativo, deve entrar em vigor a partir de hoje e tem duração de seis meses.

A federação informou ainda que entrou em contato com as forças de segurança pública que cumprirão "integralmente a recomendação do MP, adotando as providências cabíveis e suficientes a garantir da aplicação das medidas educativas contidas no documento".

Seis suspeitos indiciados

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que os seis suspeitos de atacar o ônibus, com idade entre 20 e 26 anos, foram detidos, ouvidos na delegacia e autuados em flagrante pelos crimes de associação criminosa, homicídio tentado e um consumado. Eles foram encaminhados ao sistema prisional e, segundo a PC, a investigação prossegue.

Presidente do Galo pede serenidade

Também em nota, o presidente do Clube Atlético Mineiro, Sérgio Coelho, pediu serenidade aos membros da Galoucura, torcida organizada do time, e demais torcedores. Segundo Coelho "violência gera violência. Temos de acabar com isso”.

O documento informava ainda que, o Atlético enviou ofício ao MPMG e à Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, requerendo rigorosa apuração e punição severa aos responsáveis.

O assunto foi discutido, durante uma reunião entre o presidente do Clube e o responsável pela torcida Galoucura, Josimar Júnior. 

“Estamos muito abalados. Foi muito cruel o que aconteceu. Mesmo assim, peço à Galoucura que reúna forças para não reagir. Sei que é difícil, mas temos que plantar a paz”, afirmou Júnior

Por fim, o Atlético se solidarizou com os amigos e familiares de Mateus.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais