Cruzeiro

  1. Esporte
  2. Cruzeiro
  3. Nagib Simões entrega carta renunciando a presidência do Conselho Deliberativo do Cruzeiro
Imagem: Igor Sales/Cruzeiro

Nagib Simões entrega carta renunciando a presidência do Conselho Deliberativo do Cruzeiro

Nagib alegou que teria compromissos profissionais que inviabilizaram a permanência dele na presidência do Conselho Deliberativo.


Por Vinícius Silveira

Na noite desta sexta-feira (1), o presidente do Conselho Deliberativo do Cruzeiro, Nagib Simões entregou uma carta onde renuncia ao cargo que presidia desde novembro de 2020.

Nagib alegou que teria compromissos profissionais que inviabilizaram a permanência dele na presidência do Conselho Deliberativo. Contudo, ressaltou que é “a favor da aprovação da compra do Cruzeiro por Ronaldo Nazário”.

Confira a íntegra da carta de Nagib Simões

De: Nagib Geraldo Simões – Presidente do Conselho Deliberativo do Cruzeiro Esporte Clube

Para: Sérgio Santos Rodrigues – Presidente do Conselho Esporte Clube

Com a consciência tranquila, de ter feito todos os esforços na busca do melhor para o nosso Cruzeiro Esporte Clube, tanto eu quanto todos aqueles que, junto comigo, trabalharam arduamente ao longo de quase dois anos a frente desta entidade, é neste tempo que estou colocando fim a esta jornada.

Ressalto que sou a favor da Aprovação da compra do Cruzeiro através do Sr. Ronaldo Nazário.

Assim, em virtude do conturbado momento do clube, após muita reflexão e por motivos de compromissos profissionais, concluo que esta é a melhor decisão para a instituição, RENUNCIO ao cargo de Presidente do Conselho Deliberativo do Cruzeiro Esporte Clube.

Saliente ser esta decisão irrevogável e irretratável.

Sem mais para o momento”.

Nagib Simões foi eleito presidente do Conselho Deliberativo do Cruzeiro em novembro de 2020, a frente da chapa “Somos Todos Cruzeiro”, onde derrotou Giovanni Baroni, por 149 votos contra 125 do concorrente. O mandato de Nagib venceria em dezembro de 2023. 

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais