Cruzeiro

  1. Esporte
  2. Cruzeiro
  3. Rafael Cabral vira herói e Cruzeiro classifica na Copa do Brasil contra o Remo
Imagem: Staff Images

Rafael Cabral vira herói e Cruzeiro classifica na Copa do Brasil contra o Remo

Com o resultado, o Cruzeiro dá mais um passo adiante na competição na qual é o maior vencedor, com seis títulos. O time celeste ainda embolsou mais três milhões de reais como premiação.


Por Vinícius Silveira

O Cruzeiro está nas oitavas de final da Copa do Brasil. O time celeste venceu o Remo, por 1 a 0, no tempo normal. Nas cobranças de pênaltis, derrotou a equipe paraense por 5 a 4, no Estádio Independência.

Com o resultado, o Cruzeiro dá mais um passo adiante na competição na qual é o maior vencedor, com seis títulos. O time celeste ainda embolsou mais três milhões de reais como premiação.

O foco do Cruzeiro volta a ser a Série B. No domingo, às quatro horas da tarde, o time celeste enfrentará o Náutico, no Estádio dos Aflitos, valendo pela oitava rodada da competição.

Pressão do Cruzeiro, mas sem gols

Nos primeiros 45 minutos, o jogo foi de uma equipe só. O Cruzeiro pressionou o Remo desde o primeiro segundo da partida, buscando fazer o resultado que precisava. Por sua vez, o Remo se defendia com qualidade, marcava o ataque celeste e quando a bola passava, o goleiro Vinícius mostrava segurança nas defesas.

No decorrer do primeiro tempo, o Remo tentou permanecer com a posse de bola para evitar uma pressão maior do Cruzeiro, porém, não deu trabalho ao goleiro Rafael Cabral, que foi mero espectador.

Artilheiro Edu aparece e faz o gol do Cruzeiro 

Na etapa final, o enredo do jogo foi o mesmo do primeiro tempo. Muita pressão e ataque do Cruzeiro o tempo todo. Contudo, quanto mais o tempo passava, o nervosismo começava a aparecer e alguns erros de passe começaram a aparecer.

Porém, a pressão do Cruzeiro teria efeito aos 29 minutos. Após escanteio cobrado, Rafael Silva escorou de cabeça, e Edu, oportunista como sempre, mandou a bola para as redes. O resultado garantia as cobranças de pênaltis e dava fim a vantagem do Remo.

Nos minutos finais, o Cruzeiro manteve a postura ofensiva, mas o caminhar do jogo se desenhava para a definição do jogo nas cobranças de pênaltis.

Rafael Cabral vira herói e pega quatro pênaltis 

Nas cobranças de pênaltis, logo na primeira batida, Cruzeiro e Remo desperdiçaram. Foi então que a presença de Rafael Cabral tornou-se determinante. Tanto nas cinco cobranças iniciais como nas batidas alteradas, o goleiro celeste defendeu quatro cobranças e garantiu o resultado de 5 a 4 a favor do time cruzeirense. 

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais