Cruzeiro

  1. Esporte
  2. Cruzeiro
  3. Vítor Roque e Edu decidem, Cruzeiro bate o Tuntum e avança à terceira fase da Copa do Brasil
Imagem: Staff Images

Vítor Roque e Edu decidem, Cruzeiro bate o Tuntum e avança à terceira fase da Copa do Brasil

O artilheiro voltou em grande estilo e marcou duas vezes.


Por Guilherme Souza

O Cruzeiro enfrentou o modesto Tuntum, do Maranhão, na noite desta quarta-feira, pela segunda fase da Copa do Brasil. A Raposa venceu com tranquilidade. O placar de 3x0 foi construído por Vítor Roque e Edu, duas vezes. Na próxima fase, os confrontos serão definidos por sorteio.

Pelo Campeonato Mineiro, o Cruzeiro visita o Patrocinense no sábado, às 16h30, no Estádio Pedro Alves do Nascimento, na última rodada da fase classificatória.

CRUZEIRO SOFRE COM O GRAMADO IRREGULAR

Como era esperado, a péssima qualidade do gramado do Estádio Rafael Seabra prejudicou qualquer tentativa de técnica por parte das equipes, principalmente pelo lado celeste.

A Raposa depositou suas fichas em lances pelos lados e cruzamentos buscando Edu e Vítor Roque. Aos onze minutos, na primeira chance clara do jogo, o modelo de jogo rendeu frutos. Fernando Canesin fez ótimo cruzamento na área, onde estava Vítor Roque, que de cabeça colocou o Cruzeiro em vantagem.

Após sofrer o gol, o Tuntum se lançou ao ataque e tinha o seu lado esquerdo com setor preponderante no jogo. Por diversas vezes, o lateral Igor acionava o ponta Vagalume.

Aos vinte e cinco, Rafael Cabral fez uma defesaça cara a cara com Andrezinho, mas já era marcado o impedimento.

Aos quarenta, após uma descida desorganizada do time maranhense, o Cruzeiro desceu com Edu, que girou na área e bateu no meio do gol para a defesa de Danilo. Na sequência, o Tuntum arriscou de longe e Rafael Cabral, na dúvida, espalmou para escanteio.     

EDU ‘MATA’ O JOGO

Na volta do intervalo, o Cruzeiro não deu nenhuma sopa para o azar. A Raposa tratou de anotar o segundo gol logo aos cinco minutos. Vítor Roque sofreu pênalti de Maycon, Edu cobrou rasteiro, no meio do gol, para ampliar.

O vantagem maior no marcador deu tranquilidade e o Cruzeiro controlou o jogo sem sustos. Paulo Pezzolano trocou João Paulo e Vítor Roque por Pedro Castro e Bruno José. Aos dezenove, Pedro cobrou falta, Danilo defendeu parcialmente, e Edu, oportunista, pegou a sobra e fez o segundo dele na partida.

O Tuntum tentava o gol de honra. O time maranhense só conseguia chegar através de bolas paradas e chutes de longa distância. Antes do término do jogo, ainda teve tempo para Eduardo Brock cometer falta, receber o segundo amarelo, sendo expulso do jogo.   

  

Colunistas

Carregando...

Enquete

Carregando...

Saiba mais