Carregando...

Esporte Internacional

Imagem: Divulgação

TAS nega recurso e La Liga terá que liberar jogadores na Data Fifa

Com a decisão do TAS, o zagueiro Éder Militão, o volante Casemiro e o atacante Vinicius Junior, todos do Real Madrid, e o atacante Matheus Cunha, do Atlético de Madrid, terão que se apresentar ao técnico Tite para os três jogos das Eliminatórias.

Por Vinícius Silveira

O Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) negou recurso da La Liga, entidade que gerencia a Liga Espanhola, e agora os clubes terão que liberar os atletas convocados para os jogos da Data Fifa, no mês de setembro, onde acontecerão jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022.

Com a decisão do TAS, o zagueiro Éder Militão, o volante Casemiro e o atacante Vinicius Junior, todos do Real Madrid, e o atacante Matheus Cunha, recém contratado pelo Atlético de Madrid, terão que se apresentar ao técnico Tite para os três jogos das Eliminatórias.

A medida tomada pela La Liga tinha como embasamento o pedido da Premier League, que não liberou os atletas dos clubes que disputam o Campeonato Inglês para servir as seleções nacionais que estão na chamada “lista vermelha” de contaminação pela Covid-19.

Contudo, somente a Liga Inglesa não cederá seus jogadores, tanto que o técnico Tite já realizou nova convocação, onde recorreu a atletas que atuam no futebol brasileiro.

Em nota, a FIFA declarou que acatou a decisão do TAS. Confira!

A Fifa acolhe a decisão do Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) rejeitando o pedido da espanhola La Liga de anular a decisão da FIFA de estender por dois dias a janela internacional para as eliminatórias para a Copa do Mundo da FIFA na América do Sul.

A ideia de adicionar dois dias adicionais em vez de três, conforme solicitado pela confederação sul-americana CONMEBOL, foi tomada pelo órgão competente da FIFA após consulta a todas as partes interessadas relevantes e após levar em consideração todas as circunstâncias relevantes, em particular, os desafios criados pela pandemia de Covid e, especialmente, considerações de saúde para os jogadores. A decisão do TAS confirma a legalidade da decisão da FIFA e rejeita totalmente os argumentos apresentados pela La Liga .

Na quarta-feira, o presidente da FIFA, Gianni Infantino, pediu uma demonstração de solidariedade de todas as associações, ligas e clubes membros para que façam o que é certo e justo para o jogo global.

Esperamos agora que a liberação de jogadores para as próximas eliminatórias da Copa do Mundo da FIFA na América do Sul ocorra de acordo com a recente decisão da FIFA, cuja legalidade e legitimidade foram hoje reconhecidas na decisão do TAS”

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais