Carregando...

Esporte

"Adeus, Don Diego": Argentina chora morte de Maradona

Na manhã desta quinta-feira, a Argentina se despede de seu maior ídolo. Diego Armando Maradona está sendo velado na Casa Rosada, em Buenos Aires. Estima-se que cerca de 1 milhão de pessoas participem do funeral.

Por Guilherme Souza

A manhã desta quinta-feira (26) foi de despedida para o mundo do futebol, em especial para o povo argentino, que perdeu o maior ídolo de sua história no futebol.

Começou por volta da 6 horas da manhã de hoje o velório de Diego Armando Maradona. O evento acontece na sede do governo da Argentina, na casa Rosada. Estima-se que cerca de 1 milhão de pessoas participem do funeral.

Maradona é considerado maior jogador da história da Argentina e uma lenda do futebol mundial. Ele morreu ontem aos 60 anos, depois de sofrer uma parada cardiorrespiratória em casa.

Torcedores de diversos times da Argentina, até mesmo rivais, como os do River Plate, compareceram ao último adeus ao craque. Alguns fãs deixaram o local amparados por amigos, em decorrência da forte emoção.  

O presidente da Argentina, Alberto Fernandez, deixou sobre o caixão uma camisa do Argentinos Juniors, clube que revelou Maradona para o mundo. 

Os familiares, e jogadores próximos de Maradona, como Tevez e Maxi Rodriguez se despediram do astro em uma cerimônia fechada, antes do velório.

Leopoldo Luque, médico que cuidou de Maradona, chegou ao velório e resumiu a dor com a frase: “Profundo pesar”.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais