Carregando...

Esporte

Atlético ganha cerca de 12 milhões na justiça em ação movida pelo Banco Central

Com o parecer favorável da justiça, o valor que estava bloqueado já se encontra nos cofres alvinegros.

Por Thais Santos

O Atlético obteve mais uma importante vitória na justiça e conseguiu recuperar o valor aproximado de 12 milhões de reais que estava bloqueado em uma ação movida pelo Banco Central contra o clube, referente as vendas do goleiro Taffarel ao Galatasaray da Turquia e do atacante Renaldo ao Deportivo La corunã. O clube informou que o valor depositado em juízo na época, foi liberado e já está nos cofres alvinegros.

O Bacen entrou com a ação em 2005, alegando que haviam irregularidades nas transações envolvendo os dois jogadores (Taffarel e Renaldo). A legislação vigente naquela época, previa que os clubes brasileiros deveriam manter os montantes vindos de transações feitas com clubes do exterior, em bancos nacionais. A informação inicial do andamento do processo foi divulgada pelo site Globoesporte.com, em dezembro de 2020.

O ex-vice-presidente do Atlético, Lásaro cândido da Cunha, já havia comentado o processo na gestão anterior e disse que quando assumiu a direção do departamento jurídico em 2010, o caso estava indo para o Tribunal Regional Federal (TRF) e alguns anos depois, o Tribunal deu ganho de causa ao Atlético. Recentemente o Banco central entrou com recurso especial extraordinário e foi denegado. Com a pandemia, o Atlético pediu a liberação do valor bloqueado, quase 12 milhões de reais. Lásaro ainda disse que o clube estava tentando levantar o valor antes do trânsito em julgado. 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais