Carregando...

Esporte

Imagem: Pedro Souza/Atlético

Atlético sai na frente, mas cede empate à Chapecoense no Mineirão

Tchê Tchê abriu o placar na primeira etapa, mas Ravanelli deixou tudo igual no segundo tempo.

Por Guilherme Souza

O Atlético recebeu a Chapecoense na noite desta segunda-feira, no Mineirão, em partida válida pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. Tchê Tchê botou o time da casa em vantagem, mas Ravanelli, em cobrança de pênalti, deixou tudo igual.

Na próxima rodada, o Galo terá pela frente o Ceará, na quinta-feira, às 19h, no Castelão. A Chapecoense, por sua vez, jogará no mesmo dia e horário, na Arena Condá, com o Internacional.

JOGO FRANCO NA PRIMEIRA ETAPA

 A partida começou com fortes emoções para o torcedor atleticano. Logo no primeiro minuto, Fernandinho aproveitou uma bobeira de Réver e saiu cara a cara com Everson, que foi cirúrgico e agarrou a bola nos pés do atacante adversário.

O time alvinegro se recuperou e passou a dominar as ações no meio-campo, contudo, sofria sustos em descidas de contra-ataques da equipe catarinense. Aos vinte e dois, após toque de Fernandinho, Anselmo Ramon bateu pra fora, desperdiçando uma grande chance.

Logo na sequência, Tchê Tchê foi eficiente e deu tranquilidade ao Galo. O meia recebeu de frente para o gol, soltou a bomba e a bola morreu no canto direito do goleiro João Paulo.

O gol não assustou a Chape, que continuou pressionando. Aos trinta minutos, após jogada de Fernandinho, Ravanelli tocou para o gol, mas Anselmo Ramon, em posição de impedimento, parou a bola em cima da linha e tocou para o fundo das redes, invalidando o empate.

Na reta final da primeira etapa, o alvinegro quase ampliou. Hyoran cobrou escanteio na primeira trave e Hulk cabeceou na trave.

GALO CEDE O EMPATE

Na segunda etapa, o Atlético parecia voltar com uma postura agressiva, diferente do segundo tempo.

As primeiras chances foram criadas por Hulk, que chamava a responsabilidade e tentava entrada na defesa catarinense. A principal chance do Atlético foi quando o atacante invadiu a área e finalizou na rede pelo lado de fora. 

A Chapecoense não desanimava e Jair Ventura adotou um esquema ainda mais ofensivo. Aos trinta e dois, Allan cometeu pênalti em Fernandinho. Ravanelli cobrou no canto direito e deslocou Everson.

Nos minutos finais, o Atlético ainda tentou ir para o abafa, mas sem sucesso. 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais