Carregando...

Esporte

Atlético se supera, vence o América de Cali e se classifica na Libertadores

Com a vitória, o Atlético chegou aos dez pontos, sete a mais que o Deportivo La Guaira-VEN. Na próxima rodada, o Galo vai decidir a primeira colocação do grupo H contra o Cerro Porteño, no estádio La Olla, em Assunção, no Paraguai.

Por Vinícius Silveira

O Atlético está classificado para as oitavas de final da Copa Libertadores da América. O Galo venceu o América de Cali, por 3 a 1, no estádio Romelo Martínez, pela quarta rodada do grupo H. HulkGuilherme Arana e Eduardo Vargas marcaram para o alvinegro. Moreno fez o gol único do time colombiano.

Com a vitória, o Atlético chegou aos dez pontos, sete a mais que o Deportivo La Guaira-VEN. Na próxima rodada, o Galo vai decidir a primeira colocação do grupo H contra o Cerro Porteño, no estádio La Olla, em Assunção, no Paraguai, quarta-feira (19), às 21 horas.

A situação do América de Cali se complicou de vez no grupo H, pois tem apenas um ponto, e para tentar a classificação, precisa vencer os dois jogos restantes e ainda contar com tropeços dos adversários, fato improvável para um time que não venceu nenhum jogo na Libertadores 2021.

PRIMEIRO TEMPO COM GÁS LACRIMOGÊNIO, INTERRUPÇÕES E EMPATE

O jogo começou em meio a um clima muito tenso do lado de fora do estádio Romelio Martínez. Protestos aconteceram nas proximidades do local da partida e estas manifestações teriam reflexos no andamento da partida.

Com a bola rolando, o Atlético começou melhor, se impondo dentro de campo com posse de bola, marcação adiantada e criatividade na armação das jogadas. O América de Cali aceitou a pressão do Galo e ela deu resultado aos 18 minutos.

Após cobrança de escanteio, Nacho Fernández recebeu passe e cruzou na cabeça de Hulk, que só escorou a bola para as redes do América. Porém, o Atlético caiu de produção e o América de Cali aproveitou para empatar a partida. Moreno recebeu passe de Carrascal, passou facilmente por Junior Alonso e bateu no canto direito de Everson.

Logo depois, o jogo se arrastou em meio a paralisações devido aos jogadores reclamarem do gás lacrimogêneo disparado fora o estádio e que entraram no local da partida. O árbitro chegou a liberar a saída dos atletas para os vestiários, dando 11 minutos de acréscimo.

Nos minutos finais, o Atlético criou duas ótimas chances, com Nacho Fernández e Hulk, mas parou nas defesas do goleiro Graterol.

JOGO SE ARRASTA, MAS ATLÉTICO É MELHOR E GARANTE A VITÓRIA

O retorno dos jogadores para o segundo tempo demorou mais que os 15 minutos protocolares. Os atletas tentaram se refazer dos efeitos do gás lacrimogêneo sentido durante a partida.

Com a bola rolando, o Atlético seguiu demonstrando mais qualidade, buscando o gol a todo instante, e o resultado aconteceu aos oito minutos. Guilherme Arana aproveitou o cruzamento de Savarino e acertou um belo chute, no canto esquerdo alto de Graterol.

O gol deu mais tranquilidade ao Atlético, que também lutou contra uma forte marcação do América de Cali, com faltas duras e pouco espaço. O time colombiano passou a ter a bola por mais tempo, se jogava ao ataque, mas faltava qualidade na construção das jogadas.

O Atlético tinha o contra-ataque a serviço e ele deu certo aos 50 minutos. Diego Tardelli puxou o ataque e serviu a Vargas, que dominou, deu um lençol no goleiro e finalizou de cabeça para o gol vazio. Um golaço para encerrar a partida.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais