Carregando...

Esporte

Com dois a menos, Cruzeiro perde para o Confiança na estreia da Série B

O time celeste ficou sem Adriano e Fábio, expulsos na reta final da primeira etapa.

Por Guilherme Souza

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro


O Cruzeiro foi derrotado pelo Confiança por 3x1, na Arena Batistão, em Aracaju, na estreia da Série B. Os gols do time da casa foram marcados por Neto Berola, Cristiano e Daniel Penha. Guilherme Bissoli descontou para a Raposa.

O próximo compromisso da Raposa será na quarta-feira, às 16h30, no Mineirão, na partida de ida da terceira fase da Copa do Brasil, contra a Juazeirense. O Confiança, por sua vez, enfrentará o Goiás, na próxima sexta-feira, às 17h30, na Serrinha, em Goiânia.

 

APAGÃO NO PRIMEIRO TEMPO

O Cruzeiro começou melhor na primeira etapa. Logo aos quatro minutos, após disputa com Bareiro, Airton foi derrubado na área, mas a arbitragem mandou seguir, deixando o time celeste na bronca.

 A Raposa concentrava o seu jogo no lado direito, buscando jogadas de profundidade com Raúl Cáceres e Bruno José. Contudo, a zaga sergipana rebatia para fora da área.

Aos trinta e um, em uma das raras descidas do Confiança, Neto Berola foi lançado na grande área e ficou frente a frente com Fábio, que foi obrigado a cometer o pênalti. O atacante mesmo pegou a bola, foi para a cobrança e inaugurou o marcador.

O gol do adversário provocou um “branco” no Cruzeiro. Aos quarenta, após matar um contra-ataque, Adriano recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Dois minutos depois, Fábio, que havia sido amarelado na penalidade, acabou pegando a bola fora da área e foi punido com o segundo amarelo.

Com os duros golpes, o técnico Felipe Conceição foi obrigado a sacar Rafael Sóbis para a entrada do goleiro Lucas França.  

 

 CRUZEIRO MELHORA NA VOLTA DO INTERVALO, MAS LEVA GOLPE FATAL

 

Felipe Conceição tentou dar “sangue novo” ao time. O treinador promoveu as entradas de Guilherme Bissoli na vaga de Airton, e Flávio no lugar de Matheus Barbosa.

Logo aos dez minutos, a primeira mudança rendeu frutos. Rômulo cobrou escanteio no primeiro pau e Bissoli se antecipou à marcação, deixando tudo igual.

O gol reanimou o Cruzeiro, que passou a atacar o adversário, mesmo com dois jogadores a menos. Aos vinte minutos, Rômulo soltou a bomba em cobrança de falta na entrada da área e acertou o travessão.

No entanto, em dois contra-ataques, o Confiança deu o golpe de misericórdia no Cruzeiro e definiu a partida. Aos vinte e seis, após jogada na entrada da área, Cristiano aproveitou cruzamento e completou para as redes.

O segundo gol deixou o time da casa tranquilo. Aos trinta e três, após chute perigoso de Rômulo pra fora, o Confiança aproveitou a desorganização defensiva celeste; Marcelinho passou pelo marcador e rolou para Daniel Penha dar números finais ao jogo.  

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais