Carregando...

Esporte

Cruzeiro perde para o Cuiabá e volta para o Z-4 da Série B

O gol do Cuiabá foi marcado por Felipe Marques nos acréscimos da partida. Com o resultado, o Cruzeiro terminou a rodada na zona de rebaixamento.

Por Vinícius Silveira

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

O Cruzeiro perdeu para o Cuiabá, por 1 a 0, na partida de encerramento da 13ª rodada da Série B do Brasileiro. O gol do líder do Brasileirão foi marcado por Felipe Marques, no final da partida.

Com o resultado, o Cruzeiro voltou a terminar uma rodada na zona de rebaixamento. O time celeste é o 17º colocado, com 11 pontos. O Cuiabá se isolou na liderança da Série B, com 28 pontos, seis a mais que a vice-líder, Chapecoense.

Na próxima rodada, o Cruzeiro receberá o Sampaio Corrêa, quinta-feira (8), às 18h30, no Mineirão.

EQUIPES ERRAM MUITO NA CRIAÇÃO DAS JOGADAS

No primeiro tempo, o Cruzeiro tentou impor o futebol que foi jogado contra a Ponte Preta, mas esbarrou na forte marcação do Cuiabá, que reduzia os espaços e impedia qualquer ação celeste.

No Cruzeiro, Régis e Maurício eram os responsáveis pelas armações, mas pecavam na hora de tomar a decisão certa. A melhor chance celeste no primeiro tempo foi com Sassá, que recebeu a bola, colocou na frente e cruzou cruzado. O goleiro João Carlos fez a defesa.

O Cuiabá apostava na velocidade, principalmente, nos contra-ataques. Apesar das iniciativas, parava na defesa do Cruzeiro. A melhor chance cuiabana aconteceu após cabeceio do atacante Jenison em cruzamento do meia Elvis, com Fábio fazendo grande defesa. Na sobra, Maxwell finalizou e o lateral-esquerdo Matheus Pereira salvou o lance em cima da linha.

FUTEBOL CAI DE RENDIMENTO, MAS CUIABÁ MARCA NO FINAL

No segundo tempo, o futebol dois times caiu de produção. Além da ausência das jogadas de criatividade, também faltaram as finalizações. Na maior parte do tempo, os goleiros Fábio e João Carlos foram expectadores da partida.

Para mudar este panorama, o técnico Ney Franco apostou em Marcelo Moreno na vaga de Régis, Rafael Luiz no lugar de Maurício e Caio Rosa na posição de Daniel Guedes. As mexidas não resultaram em melhoras. Frequentemente, o Cruzeiro parava na intermediária de ataque e só chegava na grande área em bolas levantadas.

O Cuiabá aceitou a pressão do Cruzeiro e estava com o contra-ataque armado. O técnico Marcelo Chamusca apostou na velocidade de Yago, que entrou no lugar de Felipe Ferreira, lesionado, e Felipe Marques.

Na reta final da partida, o desempenho celeste caiu muito e os espaços foram dados ao Cuiabá. Em um destes espaços, veio o gol do líder da Série B. Após lançamento de Elvis, Yago puxou a jogada pela direita e cruzou na grande área para Felipe Marques cabecear e balançar as redes. 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais