Carregando...

Esporte

Diretoria do Cruzeiro rompe acordos e não dará camisas oficiais aos conselheiros

A prática era exercida pelas gestões anteriores, e tal atitude foi quebrada pela atual direção do Cruzeiro. Com o rompimento, o clube economizará quase R$ 140 mil.

Por Vinícius Silveira e Adroaldo Leal

Buscando mudar antigos vícios das diretorias anteriores, a atual gestão do Cruzeiro deu um passo importante no sentido de modernizar a forma de gerir o clube. Conforme apuração do repórter Adroaldo Leal, a atual direção cruzeirense rompeu acordos com o Conselho Deliberativo do clube e os conselheiros não receberão camisas oficiais como presente.

Anteriormente, os conselheiros ganhavam camisas oficiais do Cruzeiro nas datas de seus aniversários. Com este rompimento com o Conselho, o clube deixará de distribuir 500 camisas. A nova camisa celeste lançada oficialmente na última quinta-feira (11) será vendida por R$ 279,99. Multiplicando este valor pelo número de modelos que não serão liberados, o Cruzeiro economizará R$ 139.995,00.

Neste ano, o Cruzeiro completa 100 anos de história, e na atual temporada busca montar o time para voltar à primeira divisão do futebol brasileiro. Atualmente, disputa o Campeonato Mineiro e está classificado para a segunda fase da Copa do Brasil.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais