Carregando...

Esporte

Jogando no Independência, Cruzeiro empata com CSA em 1 a 1

Cruzeiro não repetiu a boa fase de vitórias e tropeça em casa. Time celeste sobe para o 10ª lugar, com 39 pontos.

Por Vinícius Silveira

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

O Cruzeiro empatou com o CSA, por 1 a 1, no Estádio Independência, em jogo válido pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O gol do time alagoano foi marcado por Pedro Lucas, no primeiro tempo. Na etapa final, Rafael Sobis empatou.

Com o resultado, o Cruzeiro sobe para a 10ª colocação, com 39 pontos, mas perde a chance de se aproximar do G-4. O time celeste ainda fica de olho em outros jogos, pois dependendo dos resultados, pode cair de posição ao final da rodada. Já o CSA caiu para a sexta colocação, com 45 pontos.

Na próxima rodada, o Cruzeiro vai até Florianópolis e encara o Avaí, sexta-feira (18), às 20h15, no estádio Ressacada.

CRUZEIRO JOGA MAL NO PRIMEIRO TEMPO

O técnico Luiz Felipe Scolari colocou em campo Jadsom Silva, que retornou de suspensão, e William Pottker, recuperado de lesão. Mesmo com as duas mudanças em relação ao último jogo, taticamente o Cruzeiro foi o mesmo e a atuação no primeiro tempo não convenceu.

Quando tinha a bola, o CSA procurava criar as jogadas com a bola no chão e evitava os chutões ao máximo. Já o Cruzeiro mostrava pouca criatividade e não conseguia armar os ataques com qualidade. Restava ao time celeste os chutes de média distância.

Apenas um chute levou perigo e este foi executado por Airton, no bico da grande área, pela esquerda, o camisa 77 chutou forte e o goleiro Matheus Mendes fez ótima defesa. O CSA manteve a mesma tática, saindor com a bola trabalhada e sem chutões. E foi assim que o time alagoano abriu o placar.

Aos 28 minutos, Yago recebeu a bola pela direita, nas costas do lateral Matheus Pereira, e cruzou para a entrada de Pedro Lucas, livre de marcação, cabecear a bola sem defesa para Fábio.

Mesmo atrás no placar, o Cruzeiro seguiu pouco criativo e sem emoção no jogo. O meio-campo não trabalhava bem ofensivamente e o ataque não respondia.

FELIPÃO MEXE NO TIME E CRUZEIRO MELHORA

O técnico Luiz Felipe Scolari mexeu no time no intervalo, colocando Giovanni no lugar de Jadson e sacando Pottker para a entrada de Arthur Caíke. Com um meia de criação, o Cruzeiro melhorou, passou a ter a bola com mais qualidade e efetividade na criação das jogadas.

O Cruzeiro chutou muito a gol, Giovanni e Rafael Sobis levaram perigo ao CSA, e só não balançaram as redes por mais de uma vez, porque o goleiro Matheus Mendes fez excelentes defesas.

A pressão inicial do Cruzeiro teve efeito aos 11 minutos. Após chute de Giovanni, Matheus Mendes faz boa defesa, mas soltou a bola nos pés de Rafael Sobis, que só teve o trabalho de empurrar a bola para o gol.

O gol deu mais tranquilidade ao Cruzeiro, que mesmo empatando o jogo seguiu pressionando. Mesmo assim, seguiu sem finalizar com a mesma qualidade dos primeiros minutos.

O CSA aparentava muita tranquilidade para um time que estava sendo pressionado. As chances do time alagoano só apareceram após os 40 minutos. Primeiro com Pedro Lucas e outra com Victor Paraíba. Nos dois arremates, o goleiro Fábio fez defesas importantes e evitou a derrota celeste.

Na reta final, o CSA parecia se contentar com o resultado de empate. Diferente do Cruzeiro, que ainda tentava o gol, mas sem levar perigo até o final do jogo.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais