Carregando...

Esporte

Nos minutos finais, Atlético vence Red Bull Bragantino no Mineirão

Os três pontos somados levaram o Atlético a vice-liderança do Brasileirão. Galo ainda tem um jogo a menos.

Por Vinícius Silveira

Foto: Pedro Souza/Atlético

Foi nos minutos finais, mas valeu a vitória. O Atlético derrotou o Red Bull Bragantino por 2 a 1, no Mineirão. Os gols do Galo foram marcados por Réver e Savarino. O gol de honra do Massa Bruta foi anotado por Alerrandro.

Com o resultado, o Atlético chegou aos 18 pontos, terminou a rodada na vice-liderança e com um jogo a menos do que o líder, Internacional. O Red Bull Bragantino caiu para a 20ª posição, com apenas sete pontos.

Na próxima rodada, o Atlético vai enfrentar o Atlético-GO, em Goiânia, às 21 horas. Às 19 horas, o Bragantino receberá o Ceará. Os dois jogos acontecerão no sábado (19).

SAMPAOLI SURPREENDE NA ESCALAÇÃO

Mesmo sem poder comandar o time na beira do campo, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o técnico Jorge Sampaoli não deixou de surpreender a todos. O treinador escalou três zagueiros, encaixou dois laterais-direitos no time, Maílton e Guga, além do ataque com Savarino e Sasha. Além das mexidas, o jogo marcou a estreia de Everson no gol atleticano.

No primeiro tempo, o Atlético apresentou maior posse de bola, mas parava na marcação do Red Bull Bragantino, que chegava a formar uma linha de cinco defensores a frente da grande área.

Ainda que o Atlético apostasse nas jogadas pelas laterais para abrir espaço, faltou qualidade no último passe. O resultado foi que o Galo não exigiu nenhuma grande defesa do goleiro Julio Cesar.

O Bragantino apostava nos contra-ataques, sempre com Claudinho. No entanto, o Massa Bruta era muito precavido para não deixar espaços ao ataque do Atlético.

Se estava difícil levar perigo com a bola dominada, o jeito era chegar com bola parada. Aos 28 minutos, Guilherme Arana bateu escanteio na segunda trave, Réver subiu soberano e cabeceou para as redes.

Após o gol, o Atlético teve mais espaços, mas não aproveitou para marcar mais gols. Maílton era o caminho mais usado, mas o último passe seguia sendo um problema.

SASHA PERDE PÊNALTI E GOL DA VITÓRIA SAI NO FINAL

No segundo tempo, o Atlético voltou sem a mesma pegada da etapa inicial, e pagou caro por isso. Aos três minutos, Lucas Evangelista bateu forte na bola que tocou no travessão. No rebote, Alerrandro, ex-Galo, completou para o gol vazio.

O gol do Bragantino acordou o Atlético, que voltou a ter mais a posse de bola e procurar o ataque. O Massa Bruta retornava a estratégia de buscar o contra-ataque e quase virou o jogo com Artur.

Aos 18 minutos, Keno, que entrou na etapa final, sofreu pênalti de Aderlan. Na cobrança, Eduardo Sasha bateu mal e Julio Cesar defendeu.

Apesar do pênalti perdido, o Atlético seguiu jogando no campo de ataque e tentando criar jogadas, mas falhava no arremate ou no último passe.

Aos 41 minutos, Keno fez jogada pessoal pela esquerda e cruzou. Na sobra, Savarino bateu para o gol. O goleiro Julio Cesar tentou fazer a defesa, mas a bola tinha entrado. Vitória do Galo, 2 a 1.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais