Carregando...

Esporte

"O futebol não pode parar" diz Deputado Federal Marcelo Aro

Em meio a possibilidade de parada do Campeonato Paulista por parte do governo paulista, Deputado Federal mineiro defende que a bola continue rolando nos Estaduais

Por Vinícius Silveira e Igor Assunção

Foto: Reprodução/Câmara dos Deputados

Em meio ao interesse do Governador do Estado de São Paulo, João Dória (PSDB), que quer a paralisação do Campeonato Paulista, o Deputado Federal mineiro, Marcelo Aro (PP-MG) fez um discurso, nesta terça, no plenário na Câmara dos Deputados, defendendo que a bola continue rolando no país.

Marcelo Aro relatou importância da continuidade do futebol no Brasil.

Quero dizer que o protocolo que está sendo exigido para continuidade dos jogos, todo o trabalho que está sendo desenvolvido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), capitaneada pelo presidente Rogério Caboclo, tem sido referência para a América Latina e também para o mundo. Antes de cada jogo, os atletas precisam ser testados e se cada time joga duas vezes durante a semana, os jogadores realizam dois testes. Não tem nenhum jogador entrando em campo sem ser testado".

E no ano passado, a CBF financiou, mais ou menos, 90 mil testes de Covid-19 para a realização dos jogos. Apenas 2.2%, entre jogadores e pessoas, testaram positivo. E uma curiosidade: 90% das pessoas que detectaram Covid-19 eram assintomáticos. Ou seja, se não fossem os testes que a CBF adquiriu, estes jogadores, provavelmente, estariam se relacionando na sociedade, com outras pessoas e infectando a todos. Mas, como testaram positivo, eles foram isolados. Isso faz uma grande diferença e não há contágio durante os jogos”.

O Deputado Federal Marcelo Aro ainda trouxe uma informação importante sobre o posicionamento das federações estaduais em relação a ideia de paralisar o futebol.

O presidente Rogério Caboclo fez uma reunião com os 27 presidentes de federações estaduais, e todos disseram ser favoráveis a continuidade do futebol. O futebol não pode parar. Quero dizer que tenho orgulho em ajudar o futebol ser referência não só dentro de campo. Nós somos pentacampeões, mas hoje também na pandemia, somos reconhecidos mundialmente. A Conmebol, a FIFA, citam a CBF como exemplo de protocolo para a Covid-19. Externo os meus parabéns ao presidente Rogério Caboclo, que tem tido pulso e levado a frente os campeonatos”.

Em São Paulo, a FPF externou, por meio de nota, que “reitera que não há qualquer argumento científico que sustente a tese de que o futebol profissional gere aumento no número de casos”.

Uma reunião nesta na manhã desta quarta deve decidir se a bola para no estado. Devem participar, de forma remota, o governador de São Paulo, João Dória, o presidente da FPF, Reinaldo Carneiro Bastos, e o procurador-geral de Justiça de São Paulo, Mario Sarrubbo, do MP-SP. A decisão final é de Dória.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais