98 Live - Logo
  1. News
  2. Cidades
  3. Av. Teresa Cristina: obras contra enchentes serão licitadas em março

Av. Teresa Cristina: obras contra enchentes serão licitadas em março

Reunião do comitê criado para solucionar enchentes na via definiu detalhes do repasse de verbas para as intervenções

Por João Henrique do Vale - Cidades25/02/2021
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

A licitação das obras que podem resolver o problema de enchentes na Avenida Teresa Cristina deve ser aberta em março deste ano. De início, serão construídas três bacias de contenção de água, sendo duas em Contagem, na Grande BH, e outra em Belo Horizonte. O recurso necessário para o serviços será repassado pelo Governo de Minas. Já estão garantidos R$ 298 milhões do acordo entre o Governo de Minas e a Vale, pela reparação socioeconômica em razão da tragédia de Brumadinho. 

Os detalhes sobre as primeiras obras foram definidos em reunião, realizada nesta quinta-feira, entre as prefeituras de Belo Horizonte e Contagem, e a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra). “O estado vai repassar os recursos para Contagem e Belo Horizonte para a construção de bacias de contenção. Em contagem, vamos fazer a bacia da PTO e do Itaú. Belo Horizonte vai construir a bacia Esporte Clube”, afirmou Marília Campos (PT), prefeita de Contagem. 

Segundo a prefeita, serão repassados R$ 98 milhões para Contagem, e outros R$ 62 milhões para a capital mineira. O Governo de Minas ficará responsável pela desapropriação de 290 famílias que vivem em vilas próximas dos locais onde serão construídas as bacias. “Até 15 de março vamos assinar convênio para fazer o processo de licitação. É uma grande conquista para que a gente dê enfrentamento às enchentes que ameaçam a vida de tanta gente durante a chuva”, comemorou Marília. 

Participaram da reunião, o vice-prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman, e o secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, Fernando Marcato. 

De acordo com a Seinfra, um acordo será firmado. “A proposta é que o Estado repasse a essas prefeituras parte do recurso proveniente do Termo de Medidas de Reparação assinado com a mineradora Vale, para que cada município execute as obras de contenção das cheias que causam transtornos nos dois municípios e afetam a avenida Tereza Cristina”, afirmou. 

A secretaria informa que os municípios ficarão responsáveis pela execução das obras das bacias no Córrego Ferrugem e o Estado cuidará da construção das habitações populares para as famílias que já foram removidas dos locais onde serão realizadas as intervenções, bem como irá garantir a continuidade de obras no Córrego Riacho das Pedras.

A Rádio 98 solicitou um posicionamento da Prefeitura de Belo Horizonte, mas ainda não recebeu retorno. 

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.