98 Live - Logo
  1. News
  2. Cidades
  3. Barão de Cocais: Defesa Civil diz não haver risco iminente de barragem se romper

Barão de Cocais: Defesa Civil diz não haver risco iminente de barragem se romper

A barragem só apresentaria risco iminente de rompimento se estivesse em nível 3. Godinho explicou que esse alerta serve para fazer a realocação das famílias com tempo hábil

Por Da redação - Cidades19/11/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

A Vale elevou o nivel emergência para o grau 2 na barragem Norte/Laranjeiras, da mina de Brucutu, em Barão de Cocais. Diante disso, nos próximos dias, 34 pessoas que residem na Zona de Autossalvamento da estrutura vão ser retirados de casa, assim como 700 animais.

A operação será realizada pela Defesa Civil. O tenente-coronel Flávio Godinho, Coordenador Adjunto da Defesa Civil, conversou com o Rock News na tarde desta quinta-feira (19) e esclareceu que não há risco iminente de rompimento na barragem.

Ele explicou que o problema é devido a uma trinca à jusante da barragem, nas laterais da estrutura, que apareceu em novembro de 2019. Desde então, o Ministério Público de Minas Gerais vem acompanhando a situação. Em função disso, foram feitas duas auditorias externas. Em reunião com o MPMG e Agência Nacional de Mineração, determinou-se que fosse elevado para o nível 2.

A barragem só apresentaria risco iminente de rompimento se estivesse em nível 3. Godinho explicou que esse alerta serve para fazer a realocação das famílias com tempo hábil.

Ele disse que nesta sexta-feira (20) haverá uma reunião com todos os envolvidos para fazer planejamento e linha do tempo para evacuar pessoas com toda a segurança que o momento exige. O objetivo é fazer a remoção para casas e não para hoteis.

A família irá escolher a casa, a Vale irá reformar para que então as pessoas possam se estabelecer. Godinho afirma que a expectativa é que as famílias estajam nessas novas moradias até 8 de dezembro.

Confira a entrevista completa: