98 Live - Logo
  1. News
  2. Cidades
  3. Câmara de BH vai avaliar projeto que coloca academias em serviços essenciais

Câmara de BH vai avaliar projeto que coloca academias em serviços essenciais

O projeto será levado para a avaliação dos vereadores em primeiro turno

Por João Henrique do Vale - Cidades08/04/2021
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Os vereadores de Belo Horizonte devem avaliar um projeto de lei que inclui as academias e outros estabelecimentos especializados na prática de atividades físicas no rol de serviços essenciais em meio a pandemia de Covid-19. A matéria também autoriza o uso dos espaços públicos para os exercícios

O projeto de lei 1071/2020 é de autoriza do vereador Professor Juliano Lopes (PTC). Ele reconhece, em BH, “a prática da atividade física e do exercício físico como essenciais para a população, podendo ser realizados em estabelecimentos prestadores de serviços destinados a essa finalidade, bem como em espaços públicos em tempos de crises ocasionadas por moléstias contagiosas ou catástrofes naturais”

A matéria, se aprovada, vai autorizar a abertura de academias e outros estabelecimentos ligados a prática de atividades físicas. Além disso, libera a prática esportiva em locais públicos. Vale lembrar que a prefeitura de Belo Horizonte cercou algumas praças e pistas de caminhadas para evitar a aglomeração de pessoas durante a pandemia de Covid-19

Para ser aprovado, a proposição precisará receber o voto favorável de, no mínimo, 28 parlamentares; caso isso não ocorra, ela será arquivada.

Aquisição de vacinas 

Outro projeto que será analisado na Casa é o de número 71/2021, que foi apresentado pela prefeitura de Belo Horizonte. Ele ratifica protocolo de intenções para criação de consórcio entre municípios de todas as regiões do Brasil, inclusive Belo Horizonte, com o objetivo de facilitar a aquisição de vacinas contra o novo coronavírus. 

Para ser aprovada em 1º turno, a proposição precisa obter o voto favorável de, pelo menos, 21 parlamentares.