98 Live - Logo
  1. News
  2. Cidades
  3. Em nota, Dom Walmor lamenta interrupção de gravidez de criança de dez anos

Em nota, Dom Walmor lamenta interrupção de gravidez de criança de dez anos

O presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Walmor considera que houve 'crime hediondo'

Por Da redação - Cidades18/08/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

O presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Walmor Oliveira de Azevedo, publicou uma nota nessa segunda-feira (17), considerando a interrupção da gravidez da menina de dez anos, que foi estuprada no Espirito Santo, como "crime hediondo".

O bispo disse ser lamentável "presenciar aqueles que representam a Lei e o Estado, com a missão de defender a vida, decidirem pela morte de uma criança de apenas cinco meses, cuja mãe é uma menina de dez anos".

Segundo ele, o caso encerra dois crimes hediondos. “A violência sexual é terrível, mas a violência do aborto não se explica, diante de todos os recursos existentes e colocados à disposição para garantir a vida das duas crianças. As omissões, o silêncio e as vozes que se levantam a favor de tamanha violência exigem uma profunda reflexão sobre a concepção de ser humano”, afirmou.

Para o presidente da CNBB, "o precioso dom da vida precisa ser, incondicionalmente, respeitado e defendido".

"Ante a complexidade do ocorrido, devemos ser humildes, reconhecendo as limitações humanas, e sempre compassivos- sejamos sinais do amor de Deus”, concluiu.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.